'Ronaldo continua sendo meu ídolo', diz Alexandre Pato

Jovem atacante do Milan diz que 'Fênomeno' deve se concentrar na recuperação de seu joelho

ANSA

30 de abril de 2008 | 15h45

O jogador Alexandre Pato comentou nesta quarta-feira, 30, a polêmica a respeito de seu colega milanista Ronaldo, envolvido em um escândalo com travestis no Rio de Janeiro. O jovem atacante do Milan afirma que o "Fenômeno" continua a ser seu "ídolo". "O meu ídolo será sempre o Ronaldo", afirmou Pato aos microfones da Sky. "Ele é tranqüilo, é um grande amigo". Para Pato, Ronaldo deve concentrar sua atenção em outros temas. "Agora ele precisa apenas pensar em cuidar do joelho, deve melhorar e voltar a jogar bola", acrescentou. Na madrugada de segunda-feira, 28, Ronaldo, que está no Brasil para tratar seu joelho esquerdo, viu-se envolvido em um incidente com três travestis em um motel na Barra da Tijuca.  A travesti Andréia Albertini, cujo nome verdadeiro é André Luis Ribeito Albertino, prestou queixa em uma delegacia da capital carioca, acusando o jogador de não ter pago o programa. Por sua vez, Ronaldo afirmou em seu depoimento que foi vítima de tentativa de extorsão por parte de Albertini, que teria exigido do craque R$ 50 mil.  Segundo o delegado Carlos Augusto Nogueira, a confusão entre o craque e as travestis começou quando Ronaldo se deu conta de que as "prostitutas" que havia contratado eram, na verdade, travestis. O Ronaldo já manifestou temor de que esse incidente acabe com a sua carreira no futebol. 

Tudo o que sabemos sobre:
PatoRonaldoAC Milan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.