Ronaldo desmente entrevista polêmica

Os italianos há dias discutem se Ronaldo continua ou não na Internazionale. Agora, há mais um fato para aumentar a polêmica em torno do artilheiro do Brasil no Mundial de 2002. O jornal ?Il Gazzettino?, de Veneza, publicou nesta segunda entrevista do ídolo, na qual expressa novamente desejo de mudar de ares. Poucas horas depois, o craque tratou de desmentir tudo, sob a alegação de que não conversou com nenhum jornalista nos últimos dias. A confusão começou pela manhã, quando o diário abriu espaço para o suposto desabafo de Ronaldo. Na reportagem, o astro fala do momento que vive e do que espera no futuro. ?Meu estilo preferido é o brasileiro: com alegria, criatividade, um futebol de ataque e menos tático do que se joga aqui?, teria afirmado. ?É um estilo parecido com o que se pratica na Espanha e não na Itália.? No texto, há ainda certo conformismo de Ronaldo, ao admitir que, ?por enquanto?, fica na Inter. Além disso, deixa aberta hipótese de acordo. ?Gostaria de reunir-se com o técnico e saber o que deseja de mim?, teria comentado. ?Tenho certeza de que, quando surgirem os primeiros gols, as primeiras vitórias, esqueceremos todos os momentos amargos.? Nada disso é verdade. Pelo menos é o que afirma Rodrigo Paiva, assessor de imprensa de Ronaldo. E também é o que se lê na página do astro na Internet. O porta-voz do goleador diz que não houve contato com repórteres. Lorenzo Mayer, autor da reportagem, garante que não inventou nada e que as afirmações lhe foram feitas por telefone. De fato - Ronaldo segue a rotina de treinos, não falou com o presidente Massimo Moratti, mas fica fora do jogo com o Sporting, na quarta, pela fase prévia da Liga dos Campeões da Europa.

Agencia Estado,

12 Agosto 2002 | 18h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.