Ronaldo diz que Adriano não se sente protegido pela Inter

O atacante Ronaldo, do Milan, afirmou nesta quarta-feira que Adriano, da Inter de Milão, que está em meio a uma polêmica por causa da sua vida extra-campo, não se sente protegido por seu clube.Em Carimate, onde participa de um torneio de golfe beneficente, o atacante falou sobre a suposta confusão entre Adriano e o pivô norte-americano Rolando Howell, do Varese, na noite do último dia 18 de março, na área vip de uma famosa boate de Milão."Adriano me garantiu que a briga [em uma boate] nunca aconteceu. Estive com ele até uma certa hora, depois fui para casa e no dia seguinte li tudo nos jornais", disse Ronaldo.Os reais motivos da briga não foram divulgados, mas a mídia européia noticiou que Adriano reagiu a um comentário do jogador de basquete.O incidente, que teria sido presenciado por Ronaldo, também presente no local, continuou do lado de fora, com os dois sendo separados para evitar maiores danos. Adriano, no entanto, teria ficado com uma marca no rosto.A briga foi negada pelos dois atletas, mas jovens modelos declararam que o brasileiro interveio de forma "cavalheiresca" para "salvá-las" do assédio de Howell."Enquanto estive na discoteca não houve nada. Liguei para ele [Adriano] e o mesmo jurou que não aconteceu. Tudo isso acontece porque, no momento, ele não se sente protegido por seu clube", disse Ronaldo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.