Sérgio Neves/AE
Sérgio Neves/AE

Ronaldo diz que não quer mais jogar no futebol europeu

Fenômeno não tem mais o desejo de atuar fora do Brasil e revela que está adorando a cidade de São Paulo

Agencia Estado

14 de março de 2009 | 19h37

Ficar fora do jogo deste domingo, entre Corinthians e Santo André, não tirou o bom humor de Ronaldo. Ao contrário. Na manhã deste sábado, o Fenômeno participou do treino no Parque Ecológico, posou para uma revista francesa e atrapalhou a entrevista coletiva do amigo André Santos.

Veja também:

linkMano veta e Ronaldo não enfrenta o Santo André no domingo

tabela Campeonato Paulista - Tabela e resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Quando o lateral-esquerdo tentava responder às perguntas, Ronaldo o interrompia. "Mentira, ele não fez golaço nenhum, todos os gols dele são sem querer", brincou. À tarde, o programa Caldeirão do Huck, da TV Globo, exibiu uma entrevista do atacante gravada no Parque São Jorge.

Além de dizer que quer encerrar sua carreira no Corinthians, Ronaldo falou sobre a seleção brasileira e sobre sua relação com a cidade de São Paulo. "Estou adorando porque aqui tudo acontece", comentou. "O grande problema é a segurança pública, que assusta. Outro problema é o trânsito. E não dá muito tempo de ir à praia".

O craque afirmou ainda que não pretende voltar a jogar na Europa. "Não tenho essa intenção, acho que termino a carreira aqui mesmo, no Corinthians". Antes de voltar ao Brasil, Ronaldo defendeu PSV (Holanda), Barcelona e Real Madrid (Espanha), Internazionale e Milan (Itália).

Seu contrato com o Corinthians vai até o fim deste ano. "Voltar ao Brasil foi uma decisão minha e não me arrependo. Estou adorando. É tudo muito diferente, é um desafio muito grande", explicou.

A possibilidade de voltar à seleção também foi comentada pelo Fenômeno. "Eu nunca precisei de favor da CBF nem de ninguém para ser convocado. Quero fazer muitos gols pelo Corinthians. Só voltarei à seleção se realmente tiver condições".

No momento mais descontraído da entrevista, Ronaldo afirmou que pretende voltar a ser careca. A cabeça raspada sempre foi a marca do camisa nove. Há mais de um ano, porém, Ronaldo mudou o visual - em parte porque assinou contrato de patrocínio com uma empresa de tônico capilar. Se raspar, terá de pagar uma multa. "Vou cortar, sim, mas ainda não posso", contou o craque.

Mais conteúdo sobre:
futebolCorinthiansRonaldoEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.