Site Oficial / Valladolid
Site Oficial / Valladolid

Ronaldo diz que VAR vem para ajudar no futebol: 'Mas não é perfeito e nunca será'

Ex-atacante assistiu a palestra sobre o sistema junto com os atletas do Valladolid, clube do qual é presidente

Redação, Estadão Conteúdo

25 de janeiro de 2019 | 15h21

Presidente e acionista majoritário do Valladolid, Ronaldo participou nesta sexta-feira de uma palestra na sede do clube, em Valladolid, junto com os jogadores e a comissão técnica com Carlos Clos Gómez, ex-árbitro da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF, na sigla em espanhol) e que foi nomeado pela entidade para ser diretor do projeto VAR (árbitro de vídeo) do Comitê Técnico de Árbitros (CTA). Nas últimas semanas, o ex-jogador reclamou de erros de arbitragem contra o time, mas não acredita que foram propositais.

"Eu disse no encontro que vivi uma conspiração quando jogava pela Inter de Milão, um esquema que foi desmantelado, mas não é esse o caso aqui. Mesmo assim, desejamos que algumas decisões dentro de campo sejam a nosso favor. Apoiamos a tecnologia, mas não vai acabar com as dúvidas. Os erros claros serão mais vigiados, mas seguirão existindo", afirmou Ronaldo, em entrevista coletiva, após a conversa com os membros da federação.

Ronaldo, que defendeu a Inter de Milão entre 1997 e 2002, fez referência ao escândalo de corrupção que envolveu árbitros na Itália. Considerada culpada pela Justiça Desportiva do país, a Juventus teve dois títulos do Campeonato Italiano cassados e foi rebaixada para disputar a segunda divisão na temporada 2006/2007.

Ainda sobre a reunião, Ronaldo considerou que foi "produtiva". "Queríamos quitar dúvidas e não ter a sensação de estarmos sendo vítimas de uma conspiração. O VAR vem para ajudar, mas não é perfeito e nunca será. Não vai zerar o erro humano. Vamos tirar proveito desse encontro, perguntamos de tudo e tivemos algumas respostas. É melhor seguir em frente, não se queixar e continuar fazendo o melhor dentro de campo para que todas as decisões que se tomem sejam as mais corretas", afirmou o ex-jogador e agora dirigente.

Passadas 20 rodadas do Campeonato Espanhol, o Valladolid está em 16.º lugar com 22 pontos, dois a mais do que o Rayo Vallecano, o 18.º colocado, portanto a equipe com mais pontos entre as três que estariam sendo rebaixadas. Para o restante da temporada, Ronaldo e a direção do clube acertaram as contratações dos atacantes espanhóis Sergio Guardiola e Pablo Hervías. O ex-jogador se mostrou contente com as chegadas e crê que os reforços vão ajudar o time a se "salvar do rebaixamento".

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.