Ronaldo diz ter missão de fazer povo acreditar na Copa

Conselheiro do Comitê Organizador Local (COL), o ex-jogador Ronaldo Nazário resumiu como o de um garoto propaganda seu principal papel na organização do evento. "A minha principal missão é fazer com que brasileiro acredite nisso. Fazer com que brasileiro fique orgulhoso de receber a Copa do Mundo, que é o maior evento do mundo", disse Ronaldo em entrevista coletiva ao lado do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, e do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, nesta segunda-feira, em Brasília.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

16 de janeiro de 2012 | 16h58

Questionado depois se teria algum poder de decisão no COL, ele afirmou que tomará decisões burocráticas junto com Ricardo Teixeira, presidente do COL e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Revelou ainda que o comitê terá outro membro.

"Só estamos no aguardo de escolher mais um membro para o conselho. Seremos três: eu, Ricardo Teixeira e mais um. Aí teremos que tomar as decisões juntos e até em algumas questões no voto", afirmou o ex-jogador.

Ele manifestou irritação por ser perguntado novamente se teria papel de decisão. "Já havia respondido essa pergunta na última entrevista, mas ela insiste em voltar".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa-2014Ronaldo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.