Ronaldo e Cicarelli estão "casados"

Ronaldo e Daniella Cicarelli estão ?casados? a partir desta segunda-feira. Eles receberam a benção nupcial do padre José Maria, do Rio de Janeiro, numa das instalações do parque do Castelo de Chantilly, na França, o "Jeu de Paume", numa cerimônia que emocionou muito as famílias dos noivos, provocando inclusive o choro do irmão do jogador, Nelinho, durante os 40 minutos da celebração. Ronaldo chegou às 21h10 horas, tendo sido recebido por uma salva de palmas dos convidados, enquanto a noiva Daniella entrou de vestido branco ao som da marcha nupcial. O altar estava decorado com folhagens de cor verde, além de rosas brancas, ao contrário da decoração das salas da recepção no Castelo, onde prevaleciam rosas e tulipas vermelhas. Para o padre José Maria, responsável pela cerimônia, "o amor dos dois constitui um exemplo para o mundo".Entre os convidados, encontravam-se muitos de seus companheiros do Real Madrid: os jogadores Figo, Roberto Carlos e o técnico Vanderlei Luxemburgo. Também estavam presentes o estilista Valentino, responsável pela concepção do vestido da noiva e do costume do noivo, além do presidente da CBF, Ricardo Teixeira, dos pais do jogador, Nelio e Sônia. Muito emocionada, a mãe de Ronaldo pouco olhou para a noiva, que impressionava por sua beleza. Também encontravam-se entre os convidados, o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, e o publicitário Nizan Guanaes. No final da cerimônia, a música tocada foi a Ave Maria, de Gounod, que precedeu a saída do casal do altar. Ronaldo e Daniela seguiram numa limousine para o castelo, um percurso de quase um quilômetro pelo parque, no meio de carvalhos e plátanos, um caminho inteiramente iluminado por velas.Só depois disso é que os 60 veículos da mesma marca, cedidos pela Audi alemã, e da mesmo cor, cinza, puderam conduzir os convidados pelo mesmo trajeto, onde participariam do jantar de gala. Ele foi servido nas galerias das Pinturas e dos Cervos, ambas decoradas com quadros celebres, onde era proibido fumar. E apenas do jantar, no subsolo, é que puderam fumar e participar da festa numa boate instalada nos restaurante do castelo, chamados "Cuisines de Vatell".

Agencia Estado,

14 de fevereiro de 2005 | 20h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.