Ronaldo entre o casamento e os gols

Ao lado da noiva Daniela Ciccarelli, de bem com a vida e prometendo gols, o atacante Ronaldo, do Real Madrid, concedeu bem-humorada entrevista à rádio Cadeia Ser, nesta quinta-feira, em Madri. O jogador brasileiro falou sobre o seu casamento com a modelo, marcado para o dia 14 de fevereiro, em Paris, e sobre o bom momento que vive ao lado da futura esposa. ?Há anos que não me encontrava tão bem fisicamente e eu percebo muito isso?, disse.O atacante discordou das críticas da imprensa espanhola de que acabou um ciclo no Real Madrid. ?Quando as coisas não vão bem é preciso aceitar e tentar melhorar. O que me chateia são as desculpas, quando se disse que tinha acabado um ciclo. Como vai acabar um ciclo com Zidane, Figo, Raúl, Roberto Carlos e eu? É algo impensável?, argumentou. ?Somos os melhores do mundo e com toda a vontade de voltar a vencer e conquistar títulos?.Ele prometeu que a boa fase vai lhe ajudar a marcar mais gols. ?O que acontece é que, este ano, a média de gols caiu bastante. Mas sei que vou melhorar e marcar muitos gols". E lembrou que apesar de estar ?jogando mal?, o Real Madrid é o segundo no Campeonato Espanhol e ainda luta na Copa do Rei e na Liga dos Campeões. ?Temos opções de ganhar tudo?, garantiu.Racismo - A respeito das manifestações racistas dos torcedores espanhóis, Ronaldo confirmou que também já sofreu com esse tipo de comportamento. ?Existe racismo só em uma pequena parte dos estádios. Eu vejo comigo, com Roberto Carlos. É um ato de estupidez. É verdade que é uma pequena parte do público, mas é preciso acabar com isso?, finalizou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.