Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Ronaldo festeja fim de jejum

Os dois gols que marcou no segundo tempo deixaram Ronaldo aliviado. Em primeiro lugar, porque interromperam sete partidas de jejum. Além disso, lhe ratificaram a liderança da artilharia nas Eliminatórias, agora com 9. O astro também tratou de evitar comparações com o Real Madrid. ?É bom separar as coisas?, observou. ?Na seleção, estou bem e faço gols. No Real, passo por um mau momento.?Mais tranqüilo ainda estava Ronaldinho Gaúcho. O craque do Barcelona foi um dos destaques da seleção, mas saiu de campo como se tivesse disputado um amistoso. ?O importante foi garantir mais três pontos?, disse, para não fugir ao lugar-comum e cercado por garotos que queriam sua camisa.Reação semelhante à de Carlos Alberto Parreira. O treinador admitiu que houve descuido, depois dos 4 a 0, mas encobriu qualquer ponta de crítica a seus jogadores também com um chavão. ?A Venezuela tem mostrado poder ofensivo?, observou, para valorizar os dois gols que o rival marcou no fim. ?Fizemos os gols que tínhamos de fazer e levamos os que não devíamos ter tomado.?A preocupação de Parreira é Juninho Pernambucano. O meia saiu de campo machucado e será examinado hoje.

Agencia Estado,

10 de outubro de 2004 | 01h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.