Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Ronaldo garante que estará em campo nas quatro últimas rodadas do Brasileirão

Fenômeno afirma que recuperação é mais tranquila com jogos uma vez por semana

RAFAEL VERGUEIRO, estadão.com.br

11 de novembro de 2010 | 19h17

SÃO PAULO - Ronaldo trouxe uma boa notícia para o torcedor do Corinthians nesta quinta-feira. Após treinar no CT Joaquim Grava, no Parque Ecológico do Tietê, confirmou a previsão feita pelo técnico Tite e disse que estará em campo nas quarto últimas rodadas do Campeonato Brasileiro.

 

Veja também:

linkRonaldo descarta ‘marmelada’

linkCorinthians obtém efeito suspensivo e recupera mando

"Dá para jogar sim. É claro que depois de cada jogo o corpo reclama muito, tenho 34 anos, minha recuperação é bem mais lenta do que um atleta de 20 anos. Mas jogando uma vez por semana é mais tranquilo, menos doloroso", afirmou.

Nesta reta final do Brasileirão, se a CBF não mexer mais na tabela, o Corinthians jogará somente nos fins de semana, até o dia 5 de dezembro, quando termina a competição. "Quando não jogamos domingo e quarta, temos mais tempo para recuperar as energias", destacou o Fenômeno.

Contra o Cruzeiro, no próximo sábado às 19h30 no Pacaembu, Ronaldo chegará a seis partidas seguidas. Em 2010, ele só atingiu esta marca uma vez, entre março e abril, quando atuou pelo Campeonato Paulista e Copa Libertadores.

Se cumprir a promessa e jogar até o fim do Campeonato Brasileiro, terá jogado nove vezes seguidas, a maior sequência desde que chegou ao clube alvinegro, no fim de 2008. E superaria ainda uma sequência obtida há 13 anos, em 1997, quando atuou em oito confrontos de forma consecutiva - desde então, ele não conseguiu mais chegar a este número.

Fundamental. Com Ronaldo em campo, o Corinthians não perdeu no Brasileirão - foram cinco vitórias e três empates. Mesmo assim, ele não se considera o talismã do time. "Eu tenho a minha contribuição, mas todos aqui têm ajudado muito. E agora vamos precisar ainda mais de um grupo forte, nesta reta final", assinalou.

Ele reconhece que teve um ano complicado devido ao alto número de lesões, mas sonha em apagar esta imagem com o troféu nacional. "Estamos confiantes, acreditamos que podemos ganhar este título, seria um fato histórico. Acho que este campeonato vai ser decidido na última rodada".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.