Ronaldo inicia temporada disposto a buscar artilharia

Ronaldo estreia na temporada na quarta-feira, contra o Bragantino, no Pacaembu, com metas mais ousadas do que em 2009. Em 2009, planejava marcar 30 gols, e não conseguiu, mas agora imagina que pode ir além: seu objetivo é voltar a ser artilheiro de uma competição por um clube brasileiro.

MARCEL RIZZO, Agencia Estado

19 de janeiro de 2010 | 12h13

Foi o que disse aos companheiros mais próximos na concentração em Itu, onde o grupo está confinado desde 6 de janeiro. A preferência, claro, é pela Libertadores. Ronaldo imagina que vá disputar todos os jogos - 14, se o Corinthians chegar à final - e tem boas chances de ser o goleador.

Em 1993, o craque foi o artilheiro da Supercopa da Libertadores pelo Cruzeiro com 12 gols. No ano seguinte anotou 23 no Mineiro. Foi a última vez que acabou como goleador no Brasil, já que depois da Copa do Mundo, em 1994, transferiu-se para o PSV.

Ronaldo fez 23 gols em 38 jogos na temporada passada. Foram oito no Campeonato Paulista (o artilheiro Pedrão, do Barueri, marcou 16), três na Copa do Brasil (Taison, do Inter, anotou sete) e 12 no Brasileiro (Adriano, do Flamengo, e Diego Tardelli, do Atlético-MG, terminaram a competição com 19).

Na avaliação que Ronaldo fez a colegas, a fratura na mão esquerda que o afastou de combate por 56 dias entre julho e setembro lhe tirou a chance de ser goleador do Brasileiro e bater a marca de 30 gols na temporada.

"O Ronaldo está mais bem preparado do que em 2009. Por isso, a tendência é de que atinja o ápice físico antes do final de abril. Em fevereiro já deve estar voando", declarou o preparador físico Walmir Cruz.

O planejamento feito por Ronaldo com a comissão técnica é justamente para que consiga estar em alto nível antes do fim de abril. O objetivo é mostrar a Dunga que pode ser convocado para sua quinta Copa do Mundo. Por isso, considera importante buscar a artilharia das competições que disputar no primeiro semestre.

Na cabeça do Ronaldo, se conseguir se destacar no Paulista e, principalmente, na Libertadores, brigará por uma posição com o amigo Adriano entre os 23 que Dunga convocará.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.