Ronaldo irritado com boatos de cirurgia

Com o apoio de muletas, Ronaldo chegou nesta quinta-feira ao Rio demonstrando irritação com as informações de que poderia até se submeter a uma cirurgia para recompor os ligamentos do tornozelo esquerdo, rompidos parcialmente no fim de semana, em jogo do Real Madrid contra o Atlético de Madrid, pelo Campeonato Espanhol. ?Minha recuperação deve se dar em um mês ou talvez até num prazo menor?, disse. ?Ninguém autorizado falou em cirurgia. Não sei de onde partiram esses boatos?. Na verdade, o diário espanhol El País divulgou, na edição de quarta, uma reportagem segundo a qual o atleta poderia ser operado se, após 30 dias, não conseguisse se recuperar da lesão. ?Os médicos do Real estão tranqüilos. Eu estou supertranqüilo. Agora, vou me dedicar em tempo integral para poder jogar contra o Barcelona (dia 19 de novembro)?. Como o Brasil enfrenta uma semana antes os Emirados Árabes e o Kuwait, Ronaldo praticamente descartou a possibilidade de atuar ainda este ano pela seleção ? os compromissos seguintes da equipe de Carlos Alberto Parreira serão em 2006. O atacante vai ficar literalmente sem os pés no chão nos próximos 15 dias. A orientação do Real é que permaneça em repouso por duas semanas, com a perna atingida para cima, aplicação de gelo e massagem no local do hematoma. ?Nessa fase inicial, não há motivo para sessões de fisioterapia?. O craque deverá ficar no Rio por, no máximo, dez dias. Nesta quinta, ao lado dos pais Nelio e Sonia e do filho Ronald, o atacante concedeu entrevista no pátio do edifício Golden Green, onde é dono de uma cobertura, de frente para o mar, na Praia da Barra da Tijuca. Apesar da contrariedade com o que chamou de ?boatos de quem não tem o que fazer?, logo retomou o bom humor e disse acreditar que Robinho e Raul darão conta do recado no Real com sua ausência. ?O Robinho vai continuar pedalando, criando jogadas de perigo e ajudando o time. Está é com falta de sorte nas finalizações. Quanto à seleção, o Adriano vai comandar o ataque?. Para ele, se a meta de marcar na temporada mais de 40 gols pelo Real não for atingida, a culpa não será sua e sim da lesão. Ronaldo contou ainda que, no momento do choque com o zagueiro do Atlético de Madrid, socou o gramado por causa da dor intensa e não por imaginar ter sofrido uma contusão mais séria, que poderia até comprometer sua participação na próxima Copa do Mundo. ?É a primeira vez que tenho esse problema no tornozelo. Mas é normal, é a parte do corpo mais visada pelos zagueiros?. Ele eximiu o adversário de culpa no lance. ?Não houve deslealdade?. O jogador acrescentou que o Real enviaria ainda nesta quinta uma cópia da ressonância magnética, que constatou a lesão, para o médico da seleção, José Luiz Runco. ?Mas não vou fazer nenhum novo exame no Rio?. Brasileiro ? Ronaldo não acredita na ?contaminação? do Campeonato Brasileiro por causa das denúncias de manipulação de resultados. Afirmou que o Corinthians está na liderança por méritos próprios. Lamentou, porém, a repercussão das últimas notícias negativas sobre a competição na Europa. ?Na Espanha, só falam bem do futebol brasileiro quando a seleção está em campo?.

Agencia Estado,

20 de outubro de 2005 | 19h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.