Alberto Saiz
Alberto Saiz

Ronaldo marca dois, Real se recupera e goleia o Valencia pelo Espanhol

Equipe merengue conquista três pontos, mas continua atrás do rival na tabela do Espanhol

O Estado de S.Paulo

27 Janeiro 2018 | 16h21

O pressionado Real Madrid deu uma resposta ao seu torcedor ao golear o Valencia por 4 a 1 neste sábado, mesmo atuando na casa do adversário, pela 21.ª rodada do Campeonato Espanhol. Com dois gols de Cristiano Ronaldo, ambos de pênalti, e um de Marcelo, o time da capital minimizou os danos pelo vexame do meio de semana diante do Leganés e diminuiu a pressão sobre o técnico Zinedine Zidane.

+ TEMPO REAL - Confira os lances da partida

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Espanhol

Em uma temporada repleta de oscilações, o Real talvez tenha vivido seu ponto mais baixo na última quarta-feira ao ser eliminado da Copa do Rei em casa pelo Leganés, com uma derrota por 2 a 1. Os rumores sobre uma possível queda de Zidane já começavam a ganhar força.

Mas a resposta veio neste sábado e levou o Real a 38 pontos no Espanhol, na quarta colocação. No próximo sábado, a equipe visita o Levante. Já o Valencia parou nos 40 pontos, em terceiro, e encara o Barcelona na quinta-feira, no Camp Nou, pelo jogo de ida das semifinais da Copa do Rei.

Pressionado, o Real foi para cima e chegou com perigo aos seis minutos, quando Bale aproveitou erro de Neto e bateu, mas o goleiro se recuperou. Aos nove, o Valencia respondeu com Rodrigo, que roubou a bola de Casemiro e arriscou de fora, com perigo.

Aos 16 minutos, o time visitante chegou ao primeiro gol. Em rápido contra-ataque, Marcelo encontrou Benzema, que foi derrubado na área por Montoya. O árbitro marcou pênalti, que Cristiano Ronaldo cobrou com categoria, deslocando Neto, para abrir o placar.

O Valencia reagiu e levou perigo em duas oportunidades com Kondogbia. Na primeira, ele bateu de fora da área e parou em Navas. Na segunda, finalizou quase da pequena área, mascado, e viu o goleiro adversário defender.

Quando os donos da casa pareciam mais perto do empate, o Real contou com ajuda da arbitragem para fazer o segundo. Carvajal cruzou da direita e Benzema caiu ao disputar no alto com Montoya. O juiz marcou outro pênalti, que Ronaldo bateu mais uma vez com competência para marcar.

Mas o Valencia não desistiu e se lançou ao ataque em busca da recuperação. Aos 43, Rodrigo perdeu praticamente sem goleiro, após ótima jogada de Santi Mina. Nos acréscimos, Gonçalo Guedes chutou de fora da área e viu Navas fazer ótima defesa.

A pressão continuou no segundo tempo, e o Valencia diminuiu aos 13 minutos. Após escanteio cobrado pelo lado direito, Santi Mina se antecipou a Carvajal para finalizar de cabeça para a rede.

Embalados, os donos da casa foram para cima e perderam bons momentos com Parejo e Gaya. Mas, rapidamente, o Real se restabeleceu, impediu os avanços do adversário e voltou a ganhar o ataque. Cristiano Ronaldo apareceu dentro da área em duas oportunidades, mas errou nas finalizações.

Mas o terceiro sairia aos 38 minutos. Marcelo e Asensio fizeram o que quiseram pelo lado esquerdo. Cercados por cinco marcadores, entre dribles e toques rápidos, finalizaram a jogada com uma linda tabela, que deixou o brasileiro em ótimas condições para bater firme. Neto falhou e viu a bola passar entre suas pernas.

Ainda deu tempo para Toni Kroos selar o resultado, aos 43 minutos. Novamente, o lance começou pela esquerda com bela tabela entre Marcelo e Asensio. Kross e Kovacic repetiram a jogada, e o croata devolveu de letra para o alemão bater de primeira, de fora da área, sem chances para Neto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.