Ronaldo marca e Corinthians vence São Caetano de virada

Fenômeno é titular, joga 78min e garante os 2 a 1 no Pacaembu que levam o time a 29 pontos no Paulistão

Milton Pazzi Jr., estadao.com.br

11 Março 2009 | 23h52

SÃO PAULO - Ronaldo, agora titular, foi decisivo de novo para o Corinthians: ele fez o gol da vitória de virada por 2 a 1 sobre o São Caetano, em sua estreia no Pacaembu, pela 13.ª rodada do Paulistão, nesta quarta. A vitória consolida o time alvinegro na vice-liderança, com 29 pontos, e agora a um do líder Palmeiras (que tem um jogo a menos e empatou com o Ituano).Veja também: TV Estadão: assista aos gols do jogo Ronaldo diz que pediu para ser titular Mano Menezes fala sobre o futuro de RonaldoApós gol da vitória, Ronaldo quer 'manter pés no chão''Ronaldo facilita o nosso trabalho', diz Jorge HenriqueMano afirma que vai 'poupar' Ronaldo em alguns jogos Campeonato Paulista - Tabela e resultados Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão O Fenômeno jogou 78 minutos e fez o que melhor sabe. A chuva que caiu na capital paulista atrapalhou um pouco, mas nada que lhe impedisse de dar carrinho, correr, participar de jogadas de ataque e, até, dar dribles de bola no meio das pernas. Tudo para a alegria dos cerca de 31 mil torcedores no estádio. Ao cansar, por volta dos 20 minutos do segundo tempo, passou até a atuar de meia, mais recuado, com o campo pesado.Os dois gols em dois jogos no Campeonato Paulista o deixam ainda longe da briga pela artilharia (o goleador é Keirrison, do Palmeiras, com nove gols). Ele, porém, já tem a seu favor o 100% de aproveitamento. E a confiança do técnico Mano Menezes, que falava em aproveitá-lo por 60 minutos devido à condição física ainda longe do ideal e o deixou jogando por mais tempo.EFICIÊNCIASe Ronaldo não faz gol, ele tem os companheiros de time para fazer. O Fenômeno tentou o seu gol logo de cara, a 1 minuto, chutando de fora, mas Luiz, do São Caetano, defendeu. Ele ainda tentou aos 7 minutos, num cruzamento de André Santos, mas não chegou a tempo. O susto veio aos 21 minutos ainda do primeiro tempo, quando o São Caetano fez 1 a 0. O zagueiro e capitão William fez falta no meio, tomou cartão amarelo e, na cobrança, Iran cruza na cabeça de Marcelo Batatais, no meio - que sobe mais que William e chega antes de Felipe - para marcar o gol. CORINTHIANS2Felipe; Fabinho, Chicão, William     e André Santos    ; Cristian, Elias     (Túlio), Boquita (Dentinho) e Douglas; Jorge Henrique e Ronaldo (Escudero    ). Técnico: Mano Menezes SÃO CAETANO1Luiz; Iran, Everaldo    , Marcelo Batatais e Vando; Tobi     (Aloísio    ), Ademir Sopa, Vandinho e Marcinho (Cascata); Luan     e Tuta (Betinho).Técnico: Osvaldo AlvarezGols: Marcelo Batatais aos 21 e André Santos aos 35 minutos do primeiro tempo; Ronaldo aos 5 do segundo.Árbitro: Salvio Spínola Fagundes FilhoRenda: R$ 981.734,00Público: 29.802 pagantes (31.695 total)Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP)Ainda com dificuldades, o Corinthians passou a tentar chegar ao gol de Luiz, com chutes de fora, já que as jogadas mais trabalhadas não davam certo. E André Santos, num chute forte de fora da área, acertou o gol de Luiz, que pulou mas não tinha como defender e garantiu o 1 a 1. Comemorou bastante com o colega de quarto na concentração Ronaldo.A partida continuou aberta, com os dois times atacando e exigindo defesas dos goleiros Felipe e Luiz. Nada muito perigoso nem brilhante, mas constante. Só que Luiz viu sua rede ser vazada, aos 5 minutos do segundo tempo: Dentinho cruzou da direita, Jorge Henrique deixou passar na área e Ronaldo chutou de primeira, rasteiro, no cantinho direito do goleiro, para marcar o gol da virada e da vitória.TABELAA alegria com Ronaldo tem como contraste três fatos: o próximo jogo, contra o Santo André, no domingo, o time alvinegro não poderá contar com Escudero, suspenso por mais um cartão amarelo - tomou com um minuto em campo, após entrar no lugar de Ronaldo - e Elias, seja por suspensão, seja por lesão, pois deixou o campo com uma contusão na coxa direita.Já o São Caetano tentará se recuperar contra a Portuguesa, no sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.