Ronaldo nem se apresentou e Milan já começa a faturar

Nem bem anunciou oficialmente a contratação de Ronaldo, por 7,5 milhões de euros (cerca de R$ 21 milhões), o Milan já começou a recuperar o investimento. O clube colocou à venda na tarde desta terça-feira as camisas oficiais com o nome de Ronaldo e o seu número, 99, ao preço de 80 euros (cerca de R$ 230). Na verdade, o Milan perdeu a corrida para os ambulantes, que já na semana passada, na partida contra a Roma, pela Copa da Itália que Ronaldo viu das arquibancadas do Estádio San Siro, vendiam camisas e cachecóis com o nome do atacante brasileiro. Mas o clube fez de tudo para acelerar o faturamento e destacar a chegada de sua nova estrela - que, ao menos ali, ainda é tratado como astro de primeiro time. Ao acessar o site do Milan, o internauta dá de cara com o nome de Ronaldo, em garrafais letras douradas. Clicando no nome de Ronaldo, o leitor é imediatamente levado para a loja oficial, a MilanStore, que vende as camisas personalizadas. Já estão disponíveis os três modelos desta temporada: o tradicional rubro-negro, o branco e o cinza escuro. O problema é arcar com o frete: para o Brasil, só isto sai por 50 euros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.