Ayrton Vignola/AE
Ayrton Vignola/AE

Ronaldo pega trem para chegar ao Itaquerão

O ex-jogador participou do 'Expresso da Copa', uma viagem de trem da estação da Luz até Itaquera

ALMIR LEITE E ANNE WARTH, Agência Estado

16 de setembro de 2011 | 11h43

SÃO PAULO - O ex-atacante Ronaldo roubou a cena nesta sexta-feira pela manhã em evento realizado em São Paulo que serviu para marcar os mil dias para o início da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. O ex-jogador participou do "Expresso da Copa", uma viagem de trem da estação da Luz até Itaquera, que teve o objetivo de mostrar que o transporte de torcedores não será problema para quem quiser ir ao futuro estádio do Corinthians para acompanhar os jogos do Mundial.

A viagem estava marcada para começar às 10h15. Atrasou 17 minutos. O trajeto entre as estações foi percorrido em 19 minutos, sendo que o cálculo inicial era de que ele ocorresse em 23 minutos. O trem da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) transportou jornalistas, convidados e as principais autoridades do Estado, entre elas o governador Geraldo Alckmin e o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

Na estação de Itaquera, Ronaldo roubou as atenções. Ele foi o mais assediado pelas pessoas que transitavam pelo local. O Fenômeno tirou fotos com fãs e deu autógrafos. Empolgado com o passeio de trem, o ex-jogador chegou a escrever uma mensagem em sua página no Twitter para destacar a eficiência do meio de transporte paulista.

"Para quem diz que o estádio é longe do centro, levamos 19 minutos da Luz até aqui (Itaquera)", disse, depois de lembrar que reviveu um tempo distante de sua vida, quando tomava trem no Rio. "Eu não andava de trem desde os tempos de Bento Ribeiro - São Cristóvão", acrescentou, referindo-se ao bairro do Rio de Janeiro em que morava e ao clube em que começou a trilhar a sua carreira no futebol.

Além de Ronaldo, outro ex-jogador consagrado da seleção brasileira e do Corinthians que esteve no evento foi Roberto Rivellino. No canteiro de obras do Itaquerão, será inaugurado um relógio que fará a contagem regressiva até o Mundial de 2014, iniciativa que foi elogiada pelo tricampeão do mundo na Copa de 1970. Ele acredita que o relógio será uma boa forma de acompanhar e cobrar os avanços dos preparativos para a Copa.

"Eu acredito no Itaquerão. Ele vai ficar pronto e uma cobrança pode até ser boa. Acho que vai dar tudo certo", afirmou Rivellino. Na avaliação dele, o projeto da arena corintiana reúne excelentes características. "O estádio será maravilhoso, o projeto é fantástico e o acesso é muito bom. Tenho certeza de que teremos uma bela Copa. Se não acontecer, será uma decepção para o mundo todo", disse. E, na opinião do ex-jogador, o estádio deverá receber o jogo de abertura do Mundial. "O povo de São Paulo merece", enfatizou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa de 2014RonaldoItaquerão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.