Craig Brough/Reuters
Craig Brough/Reuters

Ronaldo perde pênalti no tempo normal e United cai em casa na Copa da Inglaterra

Nas penalidades, time de Manchester cai para o Middlesbrough, que comemora vitória no mata-mata da competição em Old Trafford após 89 anos

Redação, Estadão Conteúdo

04 de fevereiro de 2022 | 20h33

O Manchester United podia comemorar nesta sexta-feira uma grande goleada sobre o Middlesbrough na Copa da Inglaterra. Mas o time desperdiçou muitas oportunidades de gols, até um pênalti com Cristiano Ronaldo no tempo normal, e após 1 a 1 em 120 minutos de bola rolando, caiu para o rival da 2ª divisão após 8 a 7 nas penalidades.

Depois de 15 cobranças certeiras, Elanga mandou por cima do travessão e o Middlesbrough comemorou uma vitória em mata-mata da Copa da Inglaterra em Old Trafford após 89 anos. Apenas na edição de 1933 que o rival fez a festa na casa do Manchester United. Agora, se classificou para as oitavas de final.

Fazendo campanha ruim no Inglês, com 19 pontos atrás do líder Manchester City, o United dá adeus à Copa da Inglaterra, sua maior chance de título na temporada, e agora terá de investir tudo na Liga dos Campeões, na qual faz duelo das oitavas contra o Atlético de Madrid, mas está longe de figurar entre os favoritos.

Antes de a bola rolar no Old Trafford, torcedores do Manchester United mostraram toda a indignação com Greenwood. O atacante de 21 anos foi afastado após acusação de agressão sexual e ameaça de morte. Camisas com seu nome foram queimadas nas arquibancadas, apesar de o clube estar trocando gratuitamente por de outro jogador do clube.

No campo, um United bastante ofensivo com Pogba de volta, Bruno Fernandes, Sancho, Rashford e Cristiano Ronaldo formando um quarteto na frente e Henderson ganhando oportunidade no gol com o técnico Ralf Rangnick poupando o titular De Gea.

Com ânsia de abrir logo o marcador, o United saiu ao ataque. E foi acumulando chances claras, desperdiçadas na mesma proporção. A maior delas em pênalti sofrido por Pogba. Cristiano Ronaldo, que completa 37 anos neste sábado, ajeitou e mandou para fora.

O lance não comprometeu o desempenho do United, que continuou pressionando atrás do primeiro gol. Em lançamento do campo de defesa de Bruno Fernandes, Sancho dominou pela esquerda e bateu para o gol. A bola desviou no marcador e terminou no fundo das redes. Placar aberto aos 24 minutos.

Rashford teve um gol anulado por impedimento e outra chance na qual errou o alvo, e Bruno Fernandes, nome do primeiro tempo, perdeu na cara do goleiro, levando apenas a vantagem mínima ao intervalo diante de um apático Middlesbrough.

A volta para o segundo tempo veio na mesma tônica: ataque x defesa. Novas falhas, bola no travessão e o primeiro susto. O Middlesbrough chegou com perigo e só não empatou por causa de milagre de Henderson, de mão trocada.

Os visitantes precisavam empatar e, em contragolpe com polêmica, chegaram ao 1 a 1. Invertida de bola da direita para a esquerda para Waltmore, que deixa a bola bater em sua mão no domínio. Henderson para pedindo a falta, enquanto o atacante bate por cobertura e vê Crooks empatar de carrinho.

Apesar dos protestos pela mão na bola, o VAR confirmou o gol. Fosse Waltmore o atacante do empate, o lance seria impugnado pela regra. A bola bateu na mão sem querer e como foi o companheiro quem anotou, o lance acabou validado. Castigo para quem desperdiçou muitas chances.

O jogo foi para a prorrogação e o United não conseguiu ameaçar o gol do Middlesbrough no primeiro tempo. Rashford, Pogba e Sancho, substituídos, fizeram falta. Cristiano Ronaldo estava isolado na frente e o futebol ofensivo deu lugar para muitos erros. Henderson fez defesa no susto no segundo tempo, com atacante frente a frente e salvou o United. Lumley fez uma única defesa do outro lado no tempo extra. A vaga ficou para os pênaltis.

O Middlesbrough abriu a série com precisão. As equipes foram batendo bem até 4 a 3, quando Cristiano Ronaldo foi para a cobrança, sob pressão. O astro, desta vez, bateu bem. Bamba e Bruno Fernandes também bateram bem e a série foi para as cobranças alternadas. Após cinco acertos, Elanga pegou pouca distância e bateu para o alto, para festa do time da 2ª divisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.