Ronaldo quer marcar gol em despedida da seleção

O técnico Mano Menezes avisou que o atacante Ronaldo vai jogar poucos minutos na sua despedida dos gramados, dia 7 de junho, em amistoso da seleção brasileira contra a Romênia, no Pacaembu. Para o atacante, o mais importante é a homenagem e não quanto tempo vai permanecer em campo.

AE, Agência Estado

29 de abril de 2011 | 19h32

"Quem sou eu para decidir quanto tempo jogar? Vai ser uma homenagem e jogarei o tempo que o Mano achar pertinente. Será uma honra pra mim e espero me despedir da seleção fazendo gol", disse Ronaldo, durante um encontro no Palácio da Cidade, na zona sul do Rio, em que foi discutida a importância do legado da Copa de 2014 e da Olimpíada de 2016.

"Vou ter um mês de preparação física para enfrentar a Romênia. Vai ser uma espécie de pré-temporada. Entrarei no meio de um grupo forte e em plena preparação para a Copa América. A seleção tem outras prioridades", comentou.

Nesta reunião, com a presença de Ronaldo, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o Barcelona Futebol Clube, a Associação Nacional de Basquete (NBA) a Prefeitura do Rio firmaram parceria para construir 18 vilas olímpicas na cidade carioca. A previsão é de que 140 mil pessoas das áreas mais vulneráveis serão beneficiadas pelo projeto.

Ao falar sobre a importância do esporte na sua vida, Ronaldo comentou que o futebol o fez "fugir do lado do tráfico e da violência". "Me dediquei ao futebol e só sobrava tempo para estudar".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolRonaldoseleção brasileira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.