Ronaldo rompe tendão do joelho esquerdo e sai chorando

Jogador se machuca pouco depois de entrar em campo para enfrentar o Livorno; ele deve ficar 9 meses fora

Agências internacionais,

13 de fevereiro de 2008 | 19h08

Antonio CalanniAPRonaldo sofre com as dores no joelho após lesão em partida contra o Livorno pelo ItalianoMILÃO - O atacante Ronaldo, do Milan, se machucou mais uma vez. Nesta quarta-feira, o jogador entrou no segundo tempo do jogo contra o Livorno (1 a 1), pelo Campeonato Italiano, e sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo - rompeu o tendão patelar, e deve ficar fora dos gramados por cerca de nove meses. Veja também: Classificação do Italiano  Ronaldo será operado da lesão no joelho nesta quinta em Paris  Técnico do Milan pede apoio para recuperação de Ronaldo  Histórico de lesões da carreira de Ronaldo  O drama de Ronaldo no Milan  Chorando e com fortes dores, Ronaldo caiu dentro da área e foi retirado do gramado do San Siro de maca. Nesta temporada, o jogador já havia enfrentando vários problemas de lesões, a maioria muscular - ele jogou poucas partidas pelo Milan e tem, inclusive, a renovação de seu contrato ameaçada. Logo após a contusão, Ronaldo foi levado a um hospital de Milão, acompanhado por Leonardo, dirigente do clube. O atacante jogou apenas três minutos contra o Livorno e sequer pegou na bola. Ele se machucou aos 15 minutos do segundo tempo, quando tentou cabecear a bola. Mas no meio do lance ele sentiu as dores no joelho - em 2000, ele teve uma séria lesão, mas no joelho direito. Ronaldo estava praticamente descartado da partida desta quarta, mas acabou relacionado de última hora pelo técnico Carlo Ancelotti. Na terça-feira, o próprio Ancelotti afirmara que o brasileiro não jogaria por não ter se recuperado completamente de suas lesões. Atualizado às 21 horas para acréscimo de informações

Tudo o que sabemos sobre:
RonaldoAC MilanCampeonato Italiano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.