Ronaldo se distrai com jogo de golfe

Ronaldo está mais feliz. A volta ao futebol, depois de 16 meses de recuperação da última cirurgia no joelho direito, foi serena e sem maiores obstáculos. O dia seguinte à apresentação contra o Enyimba, da Nigéria, revelou o "Fenômeno" descontraído, sem queixas de dores musculares e disposto. Tanto que passou nesta segunda-feira quatro horas em um campo de golfe, curtindo o esporte que aprendeu a praticar no período de recuperação.Os 35 minutos de domingo, no Estádio San Siro, animaram torcedores e dirigentes da Inter. Mas a cautela tem sido repetida com monotonia quase combinada. "Ronaldo só jogará de verdade quando estiver em condições de fazê-lo sem riscos", avisa Hector Cúper, técnico contratado do Valencia com a missão de levar o clube milanês a um título que persegue desde 1989. "Não é conveniente pular etapas", adverte. "Precisamos dar-lhe tranqüilidade para alcançar ritmo e recuperação."Ronaldo saboreia o gol e a volta, na partida organizada em benefício de projetos da ONU no combate à pobreza, na África e na América Latina. Na noite de domingo, foi homenageado pela mulher, Milene, com um jantar em restaurante de Milão. Ventola, Fontana e Seedorf, seus companheiros de clube, também foram convidados, assim como Dida (Milan) e Athirson (Juventus), além do presidente do PSV Eindhoven, clube que o contratou do Cruzeiro em 94, às vésperas de completar 18 anos.Não faltaram também mensagens de apoio. O piloto alemão Michael Schumacher, Pelé e Zico foram alguns dos que entraram em contato com o atacante. "Neste momento, agradeço de coração a todos os que estiveram ao meu lado na fase de incerteza e dor", retribuiu. "Foi um momento dificíl em minha vida."Depois da folga e do golfe, Ronaldo retoma nesta terça-feira a rotina de treinos com o elenco da Inter. O time estréia no Campeonato Italiano contra o Perugia, domingo. O brasileiro ainda não tem presença confirmada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.