Ronaldo será examinado na França

Ronaldo vai à França ainda esta semana. A Inter de Milão quer que seu principal astro seja examinado por especialista em postura para descobrir as causas dos problemas musculares que o afastam das atividades regulares com freqüência. O mais provável é que o Fenômeno desembarque em Paris quinta-feira, para ser consultado por Philippe Boixel, por recomendação de Gerard Saillant, que operou o joelho direito dele duas vezes. Os médicos do clube italiano acham que o craque brasileiro está sobrecarregando o peso do corpo sobre a perna esquerda. A desconfiança é de que isso ocorra inconscientemente, para poupar o lado direito. O desequilíbrio força a musculatura - e daí para os estiramentos o caminho é curto. Ronaldo recebeu pelo menos uma boa notícia, nesta segunda-feira à tarde. Depois de submeter-se a ressonância magnética, constatou-se que não houve ruptura muscular, conforme se temia após as dores que sentiu em treino na Espanha, na semana passada. A lesão é leve, garante Franco Combi, cirurgião-chefe da Inter, mas a recomendação é a de que o atacante faça atividades mínimas. A controvérsia que surgiu nesta segunda-feira, em Appiano Gentile - o centro de treinamentos da Inter -, girou em torno da volta do craque aos gramados. Primeiro, falou-se que seria em 17 de fevereiro, contra o Verona. Depois, o prazo saltou para dia 24, no duelo com a Udinese. Finalmente, especulou-se que poderia ser em 3 de março, no clássico com o Milan. "Não há previsão", desconversou Combi, o que significa que não deve defender o Brasil contra a Arábia, dia 6 de fevereiro, em Riad.

Agencia Estado,

28 de janeiro de 2002 | 21h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.