Ronaldo será operado da lesão no joelho nesta quinta em Paris

Segundo o departamento médico do Milan, intervenção será feita pelo médico que operou o jogador em 2000

Efe,

13 de fevereiro de 2008 | 23h11

O atacante brasileiro Ronaldo, do Milan, será operado do rompimento do tendão patelar do joelho esquerdo na tarde desta quinta-feira, em Paris. Veja também: Classificação do Italiano  Ronaldo rompe tendão do joelho esquerdo e sai chorando  Técnico do Milan pede apoio para recuperação de Ronaldo  Histórico de lesões da carreira de Ronaldo  O drama de Ronaldo no Milan Segundo o diretor do departamento médico do Milan, Jean-Pierre Messerman, a operação será comandada pela mesma equipe comandada pelo doutor Saillant, que o operou em 2000, quando ele sofreu problema similar no joelho direito. "Ele foi tocado atrás e sentiu a perda do pé de apoio", explicou Messerman. Ronaldo já está em casa, recebeu a visita de seus colegas de clube, e irá à capital francesa pela na quinta pela manhã. O brasileiro sofreu a lesão pouco depois de entrar em campo na partida entre sua equipe e o Livorno, pelo Campeonato Italiano. A lesão afastará o jogador dos gramados de nove meses a um ano. Ronaldo se machucou aos 15 minutos do segundo tempo da partida, pouco depois de entrar no gramado do estádio San Siro no lugar de Gilardino, ao subir para tentar um cabeceio na área. Ao cair em campo, Ronaldo chorou muito e, ao ser retirado, gritou: "É igual à outra vez, é igual à outra vez" - em referência aos outros problemas de lesão do jogador. O curioso é que ele estava praticamente descartado da partida desta quarta, mas acabou relacionado de última hora pelo técnico Carlo Ancelotti. Diante do longo tempo de ausência, não está descartado que Ronaldo possa encerrar sua carreira, muito marcada pelas lesões. O atacante tem 31 anos. O Milan, que tinha contrato com o jogador até 30 de junho, deve oferecer a renovação. No Rio, o presidente do Flamengo, Kléber Leite, colocou o departamento médico do clube carioca à disposição de Ronaldo. A proposta foi feita já pensando na contratação do jogador para defender o rubro-negro.

Tudo o que sabemos sobre:
AC MilanRonaldoCampeonato Italiano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.