Ronaldo sofre lesão no joelho e será operado

O atacante Ronaldo, do Milan, rompeu umligamento do joelho esquerdo e vai ser operado, segundo seuclube. Não há previsão para a volta dele aos gramados, mas arecuperação deve levar vários meses. O brasileiro, escolhido em três ocasiões como Jogador doAno pela Fifa, saiu de maca, chorando muito, depois de cairdentro da área no empate de 1 x 1 contra o Livorno, pela SérieA do Campeonato Italiano, na quarta-feira. Aos 31 anos, ele vinha jogando pouco nesta temporada devidoa uma série de lesões. Na partida de quarta, havia começado nareserva e entrado em campo apenas três minutos antes de semachucar, quando tentou saltar para cabecear uma bola. "O AC Milan comunica que após os primeiros exames feitos nohospital Galeazzi, em Milão, uma ruptura no ligamento da rótulafoi descoberta em seu joelho esquerdo", disse o clube em seusite (www.acmilan.com). Ronaldo havia sofrido duas lesões graves no joelho direitoquando jogava pela Inter de Milão, em 1999 e 2000. Recuperou-see foi o grande destaque do Brasil na conquista dopentacampeonato, em 2002. Ele ainda jogaria no Real Madridantes de se transferir para o Milan, em janeiro de 2007. "Estamos todos muito tristes e preocupados com o queaconteceu com Ronaldo", disse o técnico do Milan, CarloAncelotti. "Não quero dizer que sua carreira acabou, porque só o tempopoderá colocar a palavra 'fim' na sua carreira. Da nossa parte,só podemos ficar perto dele. Seus colegas de time saíramrapidamente do estádio para chegar ao hospital e verificar suacondição. Estar perto dele pode ajudá-lo a lidar com estemomento delicado da sua carreira", acrescentou o treinador. O presidente do Milan, Silvio Berlusconi, disse que obrasileiro será levado na quinta-feira para a França, onde seráoperado. "Ele ainda tem um físico extraordinário. Estou confiante deque em alguns meses poderá voltar a ser o jogador que todosconhecemos", disse Berlusconi à TV pública RAI. Ronaldo é o maior artilheiro da história das Copas, com 15gols em três edições. (Por Simon Evans em Miami, com reportagem de Paul Virgo emRoma)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.