Ronaldo sonha com Adriano no Real

O atacante Ronaldo, do Real Madrid, dissenesta terça-feira que gostaria de ter seu compatriota Adriano, doInter de Milão, como companheiro de equipe. "Certamente traria Adriano, seria maravilhoso tê-lo aqui. Espero jogar com ele, ao menos na seleção", disse Ronaldo em entrevista ao jornal Corriere della Sera. Sobre a premiação da Bola de Ouro 2004 ao atacante ucranianoAndriy Shevchenko, do Milan, Ronaldo falou: "Quero parabenizarAndriy, mas eu teria votado em Ronaldinho Gaúcho". O atacante voltou a dizer que está bem em Madri. "Tenho uma casabelíssima, estou ambientado, mas quando me encontro com algumitaliano, especialmente os torcedores do Inter, sempre me perguntamse voltaria. Mas são só eles, pois nunca um dirigente do Inter deMilão me falou alguma coisa sobre uma possível volta. "O Inter ainda está no meu coração", explicou o jogador. "Não éverdade que saí porque o Real me ofereceu mais dinheiro. Nunca tiveesses problemas com Moratti (presidente do clube)". Ronaldo ainda comentou sobre seu casamento com a modelo DaniellaCicarelli, marcado para fevereiro: "Encontrei o amor no verdadeirosentido da palavra. Ela foi fundamental, me ajudou muito". O brasileiro também falou sobre o incidente do último domingo noestádio Santiago Bernabéu durante a partida contra o Real Sociedad,quando uma ameaça de bomba obrigou a evacuação do local: "Não éfácil esquecer". "Na verdade, me assustei. De repente, o árbitro nos chamou,explicou a existência de um alerta de bomba e disse que devíamosdeixar o campo. Telefonei para Daniella, que estava na tribuna comseus pais. Vi como os torcedores abandonavam o estádio de formamuito organizada, mas assustados. É incrível ter de viver destaforma", explica Ronaldo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.