Ronaldo terá fundação e seguirá ligado ao Corinthians

Ronaldo revelou nesta segunda-feira, durante o anúncio oficial da sua aposentadoria, já ter planos para o seu futuro. O maior artilheiro da história da Copa do Mundo revelou que irá criar uma fundação, chamada Criando Fenômenos, além de seguir ligado ao Corinthians e se envolver mais com a 9ine - sua empresa para gerenciamento de carreiras, que tem o lutador Anderson Silva entre os seus clientes. "Vou me dedicar a minha agência. Dentro de algum tempo vou anunciar os detalhes da Fundação Criando Fenômenos, que é uma coisa que espero dedicar bastante tempo para isso", afirmou.

AE, Agência Estado

14 de fevereiro de 2011 | 14h50

Ronaldo também explicou que o surgimento da Fundação Criando Fenômenos já está encaminhada. "É um projeto que está sendo desenvolvido, sempre tive vontade, mas precisaria de tempo pra dedicar a esse projeto. Eu já tenho o nome registrado e tudo que precisa para essa fundação funcionar, e agora estou com o principal que é o tempo também", disse.

O agora ex-jogador descartou a possibilidade de trabalhar como dirigente ou na comissão técnica do Corinthians, mas avisou que seguirá ligado ao clube do Parque São Jorge. "Comissão técnica e direção também não. Serei uma espécie de embaixador institucional, levando o nome do Corinthians para o mundo e ajudar a captar cada vez mais para o Corinthians", comentou.

A última partida oficial de Ronaldo foi a derrota por 2 a 0 para o Tolima, na Colômbia, que eliminou a equipe na fase preliminar da Libertadores. Ele pretende ainda realizar uma partida de despedida, que deve ocorrer em junho ou em julho. Os detalhes do jogo festivo ainda serão definidos. "Por enquanto não, mas em junho ou julho vamos tentar fazer esse jogo. Quero reunir jogadores que estiveram comigo e fazer uma festa de despedida. Vamos ver. Eu vou informando".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.