Ronaldo vai começar despedida da seleção no banco

O técnico Mano Menezes revelou nesta quinta-feira alguns detalhes da despedida oficial de Ronaldo da seleção brasileira em amistoso contra a Romênia, em 7 de junho, no Estado do Pacaembu. De acordo com o treinador, o ex-jogador iniciará o duelo no banco de reservas e participará de alguns minutos do primeiro tempo. Além disso, será homenageado no intervalo.

AE, Agência Estado

19 de maio de 2011 | 13h47

"O Ronaldo não vai sair jogando. Ele vai entrar durante o primeiro tempo, vai jogar alguns minutos e vai ter, no intervalo, o ápice da sua festa. No segundo tempo, nós retornaremos sem ele e continuaremos o jogo, que como vocês fazem questão de lembrar, temos de vencer", explicou.

Mano descartou a possibilidade de pedir para Ronaldo adotar cuidados especiais na sua preparação para o amistoso com a Romênia. "Não vou pedir nenhum tipo de cuidado especial para ele. O Ronaldo tem clara noção do que representa esse jogo para ele. Agora não é hora de exigir, mas de dar carinho nessas últimas horas dele como jogador da seleção brasileira", disse.

O treinador dirigiu Ronaldo no Corinthians, entre o final de 2008, quando o atacante foi contratado, e julho de 2010, quando deixou o clube para assumir a seleção brasileira. Mano garantiu que não esperava trabalhar com Ronaldo e disse que será emocionante dirigi-lo em um momento tão especial.

"Sinceramente, eu não imaginava trabalhar com o Ronaldo. A grandiosidade do futebol nos deixa distante de determinados jogadores. Mas o futebol também é rápido para nos proporcionar essas chances", disse. "Foi um privilégio dirigi-lo em uma temporada e meia, vai ser um prazer muito grande participar da sua despedida na seleção brasileira", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.