Ronaldo vem ao Brasil para avaliação

Ronaldo chega nesta quinta-feira pela manhã ao Rio preocupado. Vai se submeter a novo exame de ressonância magnética para saber a gravidade exata da contusão no tornozelo esquerdo que sofreu sábado, no lance do terceiro gol da vitória do Real Madrid sobre o Atlético de Madrid por 3 a 0, pelo Campeonato Espanhol ? foi atingido pelo zagueiro colombiano Perea, que acabou marcando gol contra. Nesta quarta-feira, o jornal espanhol El Pais informou que a contusão é mais grave do que se imaginava inicialmente e que o atacante corre risco até de passar por cirurgia. Os médicos do clube, porém, continuam apostando no prazo em torno de um mês para a recuperação.O Fenômeno sofreu ruptura parcial do ligamento que une a tíbia ao perônio, sente bastante dor, não pode pisar - na terça, foi ao clube em um carro dirigido por um motorista, pois não estava suportando a dor que sentia no pé quando apertava a embreagem ? e segundo o El Pais, há sérias dúvidas quanto ao prazo de sua recuperação. O jornal sustenta que, se o ?tratamento conservador?? (fisioterapia, exercícios em piscina) não der resultado, a solução será a cirurgia, o que aumentaria o prazo de ausência do jogador.?Acho que o jornal exagerou. Conversei ainda nesta quarta com o pessoal do Real e a posição em relação ao tempo de recuperação não mudou. Mesmo porque o Ronaldo vai fazer aqui no Rio uma nova ressonância, para que possa ser comparada com a primeira que fez. Aí, sim, teremos um quadro mais exato??, disse o assessor do jogador, Paulo Júlio Clement.Ele afirmou ter conversado com Ronaldo por telefone na terça e sentiu o jogador aborrecido, mas não alarmado com a contusão. ?Ronaldo está chateado porque aconteceu (a ruptura) num momento em que ele estava muito bem. É o artilheiro do Espanhol (sete gols, junto com Eto?o, do Barcelona) e vinha jogando bem??, afirmou.O El Pais, no entanto, sustenta que a atual contusão é a pior que o atacante sofre desde 2000, quando teve o problema no joelho que o afastou por vários meses do futebol.A ressonância que Ronaldo fará no Rio vai ser acompanhada por José Luís Runco, médico da seleção brasileira. E o tratamento será acompanhado, à distância, pelos médicos do Real. O jogador está fora dos amistosos que a seleção vai disputar na Ásia em novembro e não se sabe se estará em condição de jogar o clássico contra o Barcelona dia 19 de novembro, como pretende o clube espanhol.O período de permanência de Ronaldo no Rio não está definido. Ele gostaria de ficar 15 dias, mas o Real ainda não determinou quando vai querer que se reapresente.

Agencia Estado,

19 de outubro de 2005 | 20h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.