Cesar Greco/ SE Palmeiras
Cesar Greco/ SE Palmeiras

Rony celebra gol após jejum de três meses e diz esperar 'vacilo' do Atlético-MG

Atacante faz valer lei do ex e garante vitória alviverde no Allianz Parque

Bruno Accorsi, especial para o Estadão, O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2021 | 00h06

Após três meses sem balançar a rede, Rony voltou a fazer um gol pelo Palmeiras justamente contra o Athletico Paranaense, clube no qual atuava antes de ser contratado pela equipe paulista. Com o gol marcado, o atacante foi essencial na vitória por 2 a 1, no Allianz Parque, por isso saiu radiante do gramado, satisfeito com a atuação e o fim do jejum.

"Eu só tenho que agradecer a Deus por essa oportunidade de estar voltando a fazer gol. É uma felicidade imensa, só Deus e minha família sabem o que eu passei nesses últimos meses. Vim deu uma lesão difícil, muitas dores, mas quando a gente quer alguma coisa na vida e almeja coisa s grandes, temos que perseverar até o fim. Infelizmente, foi em cima do clube que eu estava, tenho um respeito muito grande pela torcida. Só tenho a agradecer o carinho de todos", comentou o jogador em entrevista à TNT Sports.

Mais do que o próprio gol, Rony destacou a importância da vitória, que encerrou uma série de três derrotas no Campeonato Brasileiro. Agora, para conseguir diminuir a distância em relação ao líder Atlético Mineiro, resta torcer para o Red Bull Bragantino, adversário dos atleticanos neste domingo, em Bragança Paulista.

"Teve o gol, mas eu fico muita mais feliz pela grande vitória que estávamos precisando. Eu digo que eu não costumo assistir o jogo e torcer pela derrota do adversário, mas a gente torce contra sim, porque estamos na cola deles, podemos subir na tabela. Qualquer vacilo deles, podemos ir para a liderança", disse o atacante.

Com 35 pontos, na vice-liderança, o Palmeiras tem três pontos a menos que o Atlético, que tem 38 e começou a rodada com seis pontos de vantagem, cenário que pode ser retomado caso o time mineiro derrote o Red Bull. Logo abaixo do Palmeiras, está o Fortaleza, em terceiro lugar, com 32 pontos, mas sem chances de ultrapassagem, pois tem menos vitórias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.