Cesar Greco/ SE Palmeiras
Cesar Greco/ SE Palmeiras

Rony diz que árbitro acertou ao anular pênalti: 'Não tem como eu tirar o braço'

Atacante do Palmeiras tocou com o braço na bola nos acréscimos da partida contra o Sport

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de janeiro de 2021 | 21h39

O Palmeiras caminhava para uma vitória sem sustos sobre o Sport, mas aos 49 minutos do segundo tempo a bola bateu no braço de Rony e o árbitro Dyorgines Andrade marcou pênalti. Após ser chamado pelo VAR e revisar o lance por quase cinco minutos no monitor, porém, o juiz anulou a marcação e o Palmeiras venceu por 1 a 0, na Ilha do Retiro, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para Rony, não houve pênalti porque o lance foi rápido.

"Realmente a bola pegou na minha mão, mas o nosso zagueiro (Kuscevic) foi tirar a bola e o lance é tão rápido que não tem como eu tirar o braço. Só se eu jogar assim (com braço para trás). É um lance rápido e tem o VAR para isso, para corrigir o árbitro", afirmou o atacante na saída de campo.

Rony contou o que o árbitro conversou com os jogadores após anular a marcação. "Ele estava falando que realmente bate na minha mão, mas que tinha que ver no VAR. Ele está de parabéns, porque se realmente marca, iria ser prejudicado. Todo mundo viu que não tem como eu tirar o braço", opinou o atacante.

Rony foi poupado e entrou apenas no segundo tempo, no lugar de Lucas Lima, porque o Palmeiras joga na terça-feira contra o River Plate, pela volta da semifinal da Copa Libertadores da América. Outros titulares também foram preservados pelo técnico Abel Ferreira.

O atacante elogiou os reservas que atuaram na Ilha do Retiro. "A equipe está de parabéns pela grande vitória que conquistou aqui dentro".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.