Cesar Greco/Palmeiras
Cesar Greco/Palmeiras

Rony iguala Pelé e Zico e reassume artilharia histórica do Palmeiras na Libertadores

Com dois gols sobre o Cerro, atacante chega a 16, mesma marca do Rei do Futebol e do Galinho

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

29 de junho de 2022 | 22h17

Embora ainda seja criticados por alguns, Rony melhora seus números e continua sendo um dos principais jogadores do Palmeiras. Com os dois gols que marcou na vitória sobre o Cerro Porteño nesta quarta-feira, o camisa 10 voltou a ser o artilheiro do clube na história da Libertadores. Com 16 gols, ele se igualou a duas lendas do futebol mundial: Pelé e Zico.

Rony fez o primeiro e segundo gols do Palmeiras no triunfo no Paraguai. Ao ir às redes duas vezes, ele soma, agora, 16 gols e retomou a artilharia histórica da equipe no torneio continental. Antes, estava empatado com Raphael Veiga. Pelé, pelo Santos, e Zico, pelo Flamengo, fizeram a mesma quantidade nos anos 60 e 80, respectivamente.

"Rony tem caráter. Técnicas conseguimos aprimorar no treino", afirmou Abel Ferreira sobre o atacante, antes de dizer, mais uma vez, que é intransigente quanto a críticas aos seus atletas. 

"Ninguém é perfeito, nenhum jogador é. Portanto, fico muito feliz pelo recorde dele. E faço como ele, agradecendo a todos os companheiros. Rony superou números de Pelé e Zico porque é um trabalhador, de um grupo, uma equipe, que joga junto", sentenciou o português.

O maior goleador brasileiro na Libertadores é Luizão, com 29 gols. Gabigol, com 26, e Fred e Palhinha, com 25, figuram no pódio. Na artilharia geral, o líder é o equatoriano Alberto Spencer, autor de 54 gols, a maior parte deles com a camisa do Peñarol, do qual era ídolo. Os uruguaios Fernando Morena e Pedro Rocha, ambos com 37, aparecem na sequência. Fecha o top 3 o argentino Daniel Onega (31). 

RECORDES 

O triunfo tranquilo em Assunção fez do Palmeiras um time ainda mais copeiro na Libertadores. O atual campeão chegou à marca de oito vitórias seguidas, aumentou para 15 partidas a invencibilidade e para 19 jogos a série invicta como visitante no torneio no qual busca o tetra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.