NELSON ALMEIDA / AFP
NELSON ALMEIDA / AFP

Rony vira maior artilheiro do Palmeiras na história da Libertadores e aconselha Navarro

Camisa 10 se igualou a Alex, com 12 gols, na artilharia histórica do torneio

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2022 | 23h55

O Palmeiras viveu uma noite mágica e de recordes nesta terça-feira. Raphael Veiga, Rony e Rafael Navarro foram às redes na goleada por 8 a 1 sobre o Independiente Petrolero, a maior do time alviverde na história da Libertadores.

Navarro, em especial, não esquecerá tão cedo da partida, já que marcou quatro gols, e Rony, ao deixar sua marca uma vez, se igualou a Alex como o maior goleador da equipe na história do torneio continental. O camisa 10 aconselhou o centroavante, que viveu um período de seca antes de desencantar na semana passada com dois gols e ser protagonista nesta terça de uma partida de que certamente jamais vai esquecer.

"Falei para ele (Rafael Navarro) que jogar no Palmeiras era difícil. Tinha de ter cabeça boa e acreditamos muito nele e nos vai ajudar muita na temporada", contou Rony. "Agradeço aos companheiros e à comissão técnica. Fico muito feliz com os gols", discursou brevemente Navarro, o goleador da Libertadores, com seis bolas na rede.

Rony se emocionou com a marca expressiva que alcançou. Em sua terceira participação na Libertadores, o atleta está a um gol de se tornar o maior artilheiro do clube tricampeão continental no torneio.  

"Muito feliz. Eu não sou nada, tudo o que tenho hoje e me tornei só tenho de agradecer a Deus. Eu sou muito grato à torcida do Palmeiras e a todos os meus familiares pelo apoio nas dificuldades", disse o camisa 10, autor de um gol de cabeça após assistência de Navarro.

"Com certeza, para você chegar hoje no Palmeiras e alcançar esse números, é muito difícil", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.