Rooney decide e Manchester United leva a Copa da Liga

Na final disputada no Estádio de Wembley, atacante faz o gol que valeu a vitória por 2 a 1 sobre o Aston Villa

AE, Agencia Estado

28 de fevereiro de 2010 | 14h49

O atacante Wayne Rooney está mesmo inspirado nesta temporada. Neste domingo, ele voltou a ser decisivo para dar o título da Copa da Liga Inglesa ao Manchester United. Na final disputada no Estádio de Wembley, em Londres, Rooney fez o gol que valeu a vitória por 2 a 1 sobre o Aston Villa, garantindo ao Manchester o bicampeonato consecutivo e a quarta taça da competição.

O gol foi o apenas o segundo de Rooney na Copa da Liga, mas o atacante da seleção inglesa já soma 27 na temporada. Além de ter marcado duas vezes na Liga dos Campeões, ele é o artilheiro isolado do Campeonato Inglês, com 23 gols. Na final deste domingo, Rooney foi poupado e começou no banco de reservas, mas Michael Owen se machucou e ele entrou em seu lugar para decidir o jogo.

Apesar da vitória do Manchester, foi o Aston Villa que saiu na frente logo aos cinco minutos de jogo. Buscando o seu sexto título do torneio, o time de Birmingham foi pra cima e Agbonlahor sofreu pênalti de Vidic. Na cobrança, Milner bateu no canto oposto do goleiro e colocou sua equipe em vantagem. Mas a festa do Aston Villa durou só até os 13 minutos.

Antes de se lesionar, Owen aproveitou o desvio da zaga na jogada de Berbatov e completou para as redes. No final do primeiro tempo, ele deixou o campo para a entrada de Rooney, que marcou o gol da vitória aos 29 da segunda etapa. O equatoriano Valencia cruzou e o atacante cabeceou com precisão. Na sequência, em nova cabeçada, ele quase fez o terceiro, mas acertou a trave.

A conquista da Copa da Liga Inglesa vale uma vaga na Liga Europa. O Manchester, porém, não deve se beneficiar do direito porque tem tudo para estar na próxima edição da Liga dos Campeões. Caso o Aston Villa não consiga se classificar para a Liga Europa pelo Campeonato Inglês, a vaga fica com o time de Birmingham.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.