Rooney diz que tabloide pode ter grampeado seu telefone

'News of the World' já tinha admitido ter grampeado telefone de outras celebridades e políticos britânicos.

BBC Brasil, BBC

28 de abril de 2011 | 16h45

O jogador de futebol britânico Wayne Rooney disse no site Twitter que foi contatado por detetives da polícia de Londres que estão investigando casos de telefones de celebridades e políticos que foram grampeados pelo tabloide News of the World.

"Detetives da Scotland Yard (como é conhecida a polícia londrina) vieram me ver mais cedo e mostraram alguns documentos. Parece que um jornal grampeou meu telefone", postou o jogador no site de microblogging.

A Scotland Yard não confirmou o encontro entre o jogador do Manchetes United e os detetives.

Além de postar no Twitter sobre o encontro, Rooney também escreveu que vai entrar em contato com seus advogados.

"Vou falar com meus advogados para lidar com grampos telefônicos", afirmou. "Então poderei me concentrar em ajudar o Manchester United a ganhar campeonatos. Obrigado por todo o apoio."

A esposa do jogador, Coleen, também postou no Twitter uma mensagem sobre o episódio, dizendo "Jornais grampeando telefones!!!!! Desespero e nojo!!!".

Sem comentários

O tabloide News of the World já admitiu que grampeou telefones de várias celebridades e políticos britânicos entre os anos de 2004 e 2006, como a atriz Sienna Miller e a ex-ministra da Cultura Tessa Jowell.

Com o escândalo e processo judicial, a companhia dona do tabloide, a News International, pediu desculpas pelo ocorrido.

Uma fonte próxima ao jogador afirmou que Rooney está "bravo com a intromissão em sua privacidade" depois que os detetives da Scotland Yard disseram que ele poderia ter sido alvo das investigações do detetive particular Glenn Mulcaire, que trabalhava para o News of the World.

O repórter de esportes da BBC Dan Roan informou que dois detetives visitaram Rooney no final da semana passada e mostraram ao jogador páginas de cadernos de Mulcaire, que listavam o número do telefone celular de Rooney e de seus conhecidos.

O News of the World publicou várias reportagens exclusivas sobre Rooney em 2005 e 2006.

Ian Monk, o porta-voz do jogador, não comentou o assunto.

Uma porta-voz do tabloide, por sua vez, também afirmou que não o jornal não pretende, por ora, fazer qualquer declaração sobre o tema.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.