Rooney é barrado na seleção inglesa após ser vaiado em Wembley

Atacante não enfrenta a Eslovênia nesta terça-feira

Estadão Conteúdo

10 Outubro 2016 | 16h17

Vaiado pela torcida inglês na vitória por 2 a 0 sobre Malta, sábado, em Wembley, Wayne Rooney foi sacado da equipe titular da Inglaterra pelo técnico interino Gareth Southgate e não enfrenta a Eslovênia, terça-feira, fora de casa, pelas Eliminatórias da Copa. A decisão, de acordo com o treinador, tem caráter tático e não é um reflexo da má fase do atacante.

Aos 30 anos, Rooney também já não foi titular do Manchester United nas últimas três partidas realizadas pela equipe. O atacante disse, em entrevista coletiva, que não é uma vergonha sentar no banco. Mesmo na reserva, ele continua como capitão da equipe, ainda que Jordan Henderson, do Liverpool, tenha sido o escolhido para cumprir essa função na equipe titular.

"É claro que eu não vou negar que é um período difícil. Tenho ficado no banco de reservas nas últimas partidas do Manchester United, mas isso é parte do futebol. Eu tenho que trabalhar duro e quando tanto o clube quanto a seleção precisarem de mim, eu com certeza estarei pronto", afirmou o atacante.

Rooney é o maior artilheiro da história da seleção inglesa, com 53 gols em 117 partidas. Ele, entretanto, não marca um gol há 12 partidas nesta temporada. Eric Dier, do Tottenham, de apenas 22 anos, entra no time no lugar dele. O jovem tem características mais de armador do que Rooney.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.