Roque Júnior se diz contente com retorno ao Palmeiras

Jogador afirma que está muito feliz por voltar ao clube paulista; ele fica pelo menos até o fim do Brasileiro

Agencia Estado

16 de setembro de 2008 | 20h18

Contratado pelo Palmeiras para o restante do Brasileirão, o zagueiro Roque Júnior falou nesta terça-feira sobre seu retorno ao time que o revelou há mais de dez anos. Com contrato até o fim do ano, ele teve uma passagem gloriosa com a camisa palmeirense, com conquistas importantes, como a Libertadores, em 1999, e a Copa do Brasil, em 1998.Veja também:Palmeiras anuncia a contratação do zagueiro Roque JúniorMartinez não crê em facilidade contra últimos colocados  Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão  Palmeiras vai ultrapassar o Grêmio no Brasileirão 2008?"Acho que vem em uma boa hora, estou voltando a um clube que eu já conheço. Saí daqui há oito anos e estou muito contente de estar voltando nesse momento ao Palmeiras", disse o zagueiro de 32 anos, que atuou pelo Al-Rayyan, do Catar, até abril deste ano. Antes, em 2007, teve passagens pelos clubes alemães Bayer Leverkusen e Duisburg.No Palmeiras, foi o técnico Luiz Felipe Scolari que promoveu o zagueiro das divisões de base para o time profissional, em 1997. Logo começaram as conquistas do jogador pelo clube paulista, com a Copa do Brasil e a Libertadores, além da Copa Mercosul, em 1998, e do Torneio Rio-São Paulo, em 2000. Ainda antes de se despedir do Palestra Itália para defender o Milan, na Itália, Roque Júnior disputou a final da Libertadores de 2000 contra o Boca Juniors, na qual o time argentino saiu vencedor."(O Palmeiras) é o clube que me projetou, onde eu ganhei grandes títulos, que entraram para a história. Tenho uma identificação muito grande com o clube e com a torcida. É como aquele ditado: o bom filho à casa torna", afirmou o zagueiro, que ainda foi pentacampeão com a seleção brasileira em 2002, novamente sob o comando de Felipão.De volta para ajudar o Palmeiras na busca pelo título do Brasileirão, Roque Júnior também teve uma carreira de sucesso na Europa. Nos três anos que atuou pelo Milan, conquistou a Liga dos Campeões e a Copa da Itália, ambos em 2003. No Velho Continente, ainda defendeu o inglês Leeds United e o italiano Siena.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.