Roth começa a colecionar problemas

Os problemas médicos estão perseguindo o Palmeiras. Depois de Muñoz, que ficará pelo menos quatro semanas afastado da equipe por causa de uma contusão no joelho direito, o técnico Celso Roth ganhou um problema-extra nesta segunda-feira: o centroavante Fábio Júnior teve uma crise renal no domingo, durante sua folga e foi hospitalizado, em Belo Horizonte. O jogador permaneceu em Minas e não treinou hoje, mas garantiu à comissão técnica que nesta quarta-feira se apresentará na Academia de Futebol e viajará com a delegação para Porto Alegre, onde na quarta-feira o time enfrenta o Grêmio, pela Copa Mercosul. O Palmeiras não contou nos últimos jogos com Marcos, Alexandre, Misso, Magrão, Basílio, Donizete e Claudecir, todos machucados. Muñoz foi submetido nesta segunda-feira à noite a um exame de ressonância magnética para verificar a extensão do problema em seu joelho direito. Antes da realização do exame, o médico Marcelo Saragiotto afirmava que a possibilidade de cirurgia estava afastada. O colombiano, no entanto, poderá ficar até 30 dias afastado da equipe. Nesta segunda-feira, Arce foi poupado dos treinos por estar com dores no pé, mas garantiu que estará em campo na quarta-feira contra o Grêmio. Para o jogo de quarta-feira, Roth deverá contar com Marcos e Magrão, recuperados, respectivamente, de uma contusão no polegar e de uma torção de tornozelo. Magrão substituirá Galeano, que cumprirá suspensão automática por ter sido expulso de campo no empate por 2 a 2 com o River Plate, no Palestra Itália. Thiago Matias continuará na zaga, ao lado de Leonardo. O maior problema está no ataque. Se não puder contar com Fábio Júnior, Roth deverá escalar Juninho e Tuta. O treinador, no entanto, tem mais um problema: o meia-esquerda Pedrinho participou pelo Vasco de jogos da Mercosul e não pode jogar pelo time do Parque Antárctica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.