Roth começa o trabalho no Flamengo

Nos clubes em que passou, Celso Roth sempre foi conhecido como um técnico "sargentão", de estilo linha dura. Agora no Flamengo, ele já teve que mostrar essa característica em seu primeiro dia de trabalho. Há problemas de relacionamento entre os jogadores mais experientes e os revelados nas categorias de base do Flamengo. O zagueiro Fabiano chegou a dizer que os volantes Jônatas e Júnior são "mimados" pelos dirigentes do clube. "Temos carinho com todos os jogadores. E o Fabiano, criado na Gávea, também teve o mesmo mimo na sua época", declarou o vice-presidente de futebol do clube, Gerson Biscotto, depois da entrevista coletiva de Celso Roth. A diretoria do Flamengo, no entanto, informou que deve aplicar uma multa sobre o salário de Fabiano pelas declarações que conturbaram o ambiente. E, no treino da tarde, Celso Roth já tomou uma providência. Optou por escalar Rodrigo no lugar de Fabiano, pensando no confronto de domingo, contra o Figueirense, fora de casa, pela segunda rodada do brasileiro. Com passagens por Palmeiras, Internacional, Grêmio, Atlético-MG, entre outros clubes, Celso Roth foi contratado para o lugar de Cuca. Com ele chegaram ao clube o auxiliar técnico Marcos Trocurt e o preparador físico Humberto Ferreira. E o novo treinador deve ganhar reforços. O vice-presidente de futebol do clube, Gerson Biscotto, viajou nesta segunda-feira para a Europa, com o objetivo de trazer jogadores renomados para o Flamengo. De acordo com o dirigente, algumas negociações estão bem encaminhadas, mas não concuídas. Nomes, porém, ele não quis revelar. Comenta-se na Gávea que o atacante Reinaldo, revelado no próprio clube e que atualmente defende o Paris Saint-Germain, da França, pode ser contratado. Além dele, o atacante Cláudio Pitbull e o lateral-esquerdo Leandro, ambos do Porto, interessam ao clube. Enquanto reforços mais famosos não são contratados, a diretoria anunciou a chegada de dois jovens jogadores: o volante Carlos Alberto, ex-Figueirense, e o lateral-direito Leonardo, que começou no Flamengo mas estava no Olympique de Marselha, na França.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.