Roth comemora vitória 'fundamental' do Inter sobre o Figueirense

'Boas apresentações não são o nosso fim agora', diz treinador

Estadão Conteúdo

02 Outubro 2016 | 09h19

O técnico Celso Roth não escondeu o alívio pela vitória "fundamental" do Internacional sobre o Figueirense, rival direto na briga para escapar do rebaixamento, por 1 a 0, na noite de sábado. Apesar da tranquilidade momentânea, o treinador admitiu que "muita coisa precisa ser melhorada" no time gaúcho, que segue na zona da degola do Brasileirão.

"Uma vitória num jogo assim é sempre fundamental. Estávamos precisando disso. Boas apresentações não são o nosso fim agora. Não tivemos uma apresentação boa, mas pelo mens conseguimos o resultado, que é o que mais importa neste momento para sairmos desta situação", declarou Roth, após a vitória no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Na avaliação do treinador, a responsabilidade do Inter no sábado era dobrada. Além de jogar em casa contra uma equipe mais modesta, o time gaúcho precisava somar pontos para reagir no campeonato.

"O futebol tem uma coisa muito estranha. Quando a gente joga com iguais, no sentido de história, o jogo sempre é mais tranquilo, mais jogado. Quando a gente joga contra um time que não tem a mesma história, a responsabilidade sempre é do dono da casa. Hoje ficamos satisfeitos, apesar de termos uma atuação bastante razoável", afirmou.

Apesar da avaliação positiva, Roth deixou o gramado ciente das limitações do seu time. "Tem muita coisa que precisa ser melhorada", disse, sem enumerar as dificuldades da equipe. Mesmo assim, culpou o cansaço pela queda de rendimento ao fim da etapa inicial.

"Nosso primeiro tempo foi muito bom, até os 30, 35 minutos. Ganhamos a primeira, a segunda bola, criamos jogadas pelos lados. Depois, como é normal, o time que joga em casa fica em cima do adversário durante os primeiros 30 minutos e depois corre o risco de levar o gol. É por causa do desgaste, claro", justificou.

O Inter segue na 18ª colocação da tabela, dentro da zona de rebaixamento. Tem 30 pontos, um abaixo do Figueirense, que é o 17º. O primeiro time fora da zona da degola é o Coritiba, que tem 33, mas ainda jogará na rodada, na segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.