Roth comemora vitória, mas vê Cruzeiro desequilibrado

O técnico Celso Roth comemorou a vitória do Cruzeiro sobre o Flamengo, domingo, por 1 a 0, no Independência, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas admitiu que a equipe ainda precisa evoluir, mesmo depois de conquistar o segundo triunfo consecutivo na competição. Para ele, o time ainda está desequilibrado e possui limitações.

AE, Agência Estado

23 de julho de 2012 | 09h52

"Quando nós nos tornamos os líderes do Campeonato Brasileiro, e pensamos que podíamos jogar, o que aconteceu? Então, o Cruzeiro tem os seus limites, o Cruzeiro ainda está desequilibrado, e o Cruzeiro ainda tem que transpirar mais do que criar", afirmou Roth, que exaltou a recuperação do time após sofrer três derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro.

"Então, o jogo da Portuguesa, claro que foi importante a gente ter ganho, mas o mais importante foi ter retomado a situação de três derrotas seguidas. Isso mostra a qualidade do grupo, e principalmente a atenção e a integração desse grupo no Campeonato Brasileiro", comentou.

Após abrir o placar com o atacante Borges no final do primeiro tempo, o Cruzeiro foi sufocado pelo Flamengo na segunda etapa, mas conseguiu segurar a vantagem. Roth, porém, tratou de minimizar o sufoco no duelo de domingo.

"No final, nós tivemos, obviamente, uma pressão do Flamengo, mas estamos falando de Cruzeiro e Flamengo. Não estamos falando de um jogo qualquer. Aqui, ou onde for, sempre vai ser um jogo emocionante e um clássico do futebol mundial, não só brasileiro", disse.

Com a vitória diante do Flamengo, o Cruzeiro chegou aos 20 pontos e ocupa a quinta colocação no Campeonato Brasileiro. O time volta a jogar na próxima quarta-feira, no Estádio do Pacaembu, contra o Corinthians.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.