Roth contém euforia após 3ª vitória seguida do Cruzeiro

O Cruzeiro conquistou no sábado a sua terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro, mas o técnico Celso Roth tratou de conter qualquer traço de euforia com o bom momento da equipe. Após a vitória por 1 a 0 sobre o Figueirense no Estádio Independência, em Belo Horizonte, o treinador lembrou que o time era visto sob desconfiança antes do início da competição. Assim, de acordo com Roth, o time ainda precisa evoluir para sonhar alto no Brasileirão.

AE, Agência Estado

17 de junho de 2012 | 10h05

"Quando cheguei aqui vocês, que formam a opinião pública, colocavam que o Cruzeiro estava com dificuldades, e realmente estava. Eu ouvia lá no fundo alguns comentários que o Cruzeiro ia brigar para não cair. Não podemos, em 30 dias, ter mudado radicalmente. Estamos é com outra maneira de fazer as coisas. Daquele time clássico, de toque de bola, que jogava no Mineirão, passou a ser um Cruzeiro diferente, competitivo. Esse é o primeiro passo para formarmos uma equipe mais equilibrada técnica e taticamente", disse.

Após ir para o intervalo empatando por 0 a 0, o Cruzeiro voltou para o segundo tempo com a entrada do volante Leandro Guerreiro. Poucos minutos depois, o meia Souza também entrou na equipe. Para Roth, os dois jogadores mostraram qualidade e foram importantes para a vitória sobre o Figueirense.

"Um jogador que tem a experiência do Souza, e temos alguns aqui assim, temos que trazer de volta. Qualidade sabemos que ele tem, o que precisávamos era instiga-lo. Ele foi fundamental, diria que ele foi o grande responsável por esses três pontos que nós conquistamos. O Leandro entrou no lugar do Amaral e entrou muito bem, é bom que se diga, porque ele é um jogador que tem uma experiência muito grande é o jogador do lugar", disse.

Após dois anos afastado de Belo Horizonte, o Cruzeiro voltou a jogar na capital mineira no sábado e, apesar de comemorar a volta para casa, Roth avaliou que a situação deixou a equipe tensa durante o duelo. Além disso, o treinador ressaltou que o time ainda precisa se adaptar ao Independência.

"Falta muita coisa, o campeonato é longo, foi bom ter ganhado três jogos seguidos, mas ainda precisamos melhorar e muito nossa qualidade, nosso equilíbrio, nossa consistência, ter mais conteúdo. Hoje o time mostrou ansiedade, pela cobrança, por jogar aqui, é um campo rápido e temos que nos adaptar. Vamos conversar com os jogadores, nos adaptar a este campo, mas fomos bem. Mexemos bem no meio de campo, numa jogada de qualidade do Souza e do Wellington, nós definimos o jogo".

Com a vitória de sábado, o Cruzeiro chegou aos 11 pontos e está em segundo lugar no Campeonato Brasileiro. A equipe ainda pode ser ultrapassada neste domingo por Grêmio e Atlético Mineiro, mas não deixará o grupo dos quatro primeiros colocados. O time volta a jogar no próximo sábado, no Rio, contra o Vasco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.