Lucas Uebel/Divulgação - 11/09/2010
Lucas Uebel/Divulgação - 11/09/2010

Roth diz que Inter caiu na chave mais difícil do Mundial

Time gaúcho enfrentará Pachuca ou clube vencedor da Liga dos Campeões da África nas semis

AE, Agência Estado

27 de outubro de 2010 | 14h19

O técnico Celso Roth avaliou nesta quarta-feira que o Internacional terá um adversário de estreia mais difícil no Mundial de Clubes do que a Inter de Milão. Campeão da Libertadores, o time gaúcho vai enfrentar o Pachuca, do México, ou o clube que for vencedor da Liga dos Campeões da África nas semifinais.

Veja também:

linkInter enfrentará Pachuca ou campeão africano no Mundial

Al-Wahda, dos anfitriões Emirados Árabes Unidos, Hekari United, da Papua Nova Guiné, Seongnam Ilhwa Chunma, da Coreia do Sul, e Zob Ahan, do Irã, são os possíveis adversários de estreia da Inter de Milão.

"Teoricamente a Inter de Milão tem adversários menos conhecidos, menos difíceis. Já o Inter terá que jogar com um clube africano ou o Pachuca, que já jogou três vezes o Mundial e vem de um futebol forte. Então estamos no lado mais forte. E o importante é se preparar bem", afirmou, em entrevista à ESPN Brasil.

Roth revelou que planeja enviar um observador para assistir a final da Liga dos Campeões da África entre Esperance, da Tunísia, e TP Mazembe, do Congo. "Está sendo encaminhado. Temos que ter todas as informações, seja qual for o adversário para que a gente possa se organizar. Da Inter de Milão, a gente sabe tudo. Vemos jogos dele semanalmente. Mas temos que ter gente olhando esse outros", disse.

O treinador prometeu que o Inter não deixará o Campeonato Brasileiro em segundo plano enquanto tiver chances de títulos e prometeu encarar os jogos contra Santos e Fluminense como decisões. "Esses dois jogos vão determinar a nossa situação. Se tivermos chances de ganhar, não podemos deixar de vislumbrar e lutar pelo título. Temos que chegar em um grau de performance altíssimo no Mundial" explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.