Roth lamenta empate do Atlético-MG com o Náutico

O empate do Atlético Mineiro por 0 a 0 com o Náutico, no Estádio dos Aflitos, frustrou o técnico Celso Roth. Apesar de reconhecer que jogar no Recife é sempre complicado, o treinador acredita que o time poderia ter vencido, já que, na sua opinião, dominou o segundo tempo.

AE, Agencia Estado

20 de setembro de 2009 | 09h17

"Poderíamos ter ganhado o jogo com um pouco mais de calma, de qualidade no final, no ultimo lance. Mas aqui não é fácil, o Náutico vinha de derrota e fez um primeiro tempo de muita aplicação, mas conseguimos suportar. No segundo tempo, o jogo foi nosso e tivemos chance de sair com o resultado positivo, mas acho que valeu", analisou.

Celso Roth aprovou a atuação do goleiro uruguaio Carini, que fez sua estreia no Atlético-MG. "Ele fez sua estreia em um jogo muito difícil e manteve uma regularidade e uma tranquilidade que se esperava dele pela experiência, pelo currículo que tem e pelo goleiro que é, então, a tendência é só melhorar", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.