Ricardo Duarte/ Divulgação
Ricardo Duarte/ Divulgação

Roth lamenta 'sina' e admite que empate foi 'muito ruim' ao Inter

Há 14 jogos sem vencer, time gaúcho foi à zona de rebaixamento após 1 a 1 com o Sport

Estadão Conteúdo

29 Agosto 2016 | 09h06

O Internacional esteve próximo de encerrar seu jejum de vitórias neste domingo, contra o Sport, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro. Mas, com um gol sofrido aos 44 minutos do segundo tempo, que decretou o empate por 1 a 1, o time não só ampliou a incômoda sequência para 14 jogos, como foi parar na zona de rebaixamento.

Impactado com o resultado negativo, o técnico Celso Roth lamentou o gol sofrido no final do duelo na Arena Pernambuco, afirmou que o Internacional parece viver uma sina e admitiu que o resultado acabou sendo "muito ruim".

"Nós levamos um gol aos 44 minutos, em um jogo muito difícil, pobre tecnicamente, muito disputado. Mas parece uma sina, uma síndrome", lamentou o técnico. "Tivemos toda condição de fazer um placar no primeiro e segundo tempo, e no fim amargamos um resultado que, pelo momento, é muito ruim."

Depois de fazer 1 a 0 no começo do jogo, com Seijas, de pênalti, o Internacional criou boas oportunidades para ampliar. A principal delas foi com Ariel, que havia entrado no Lugar de Eduardo Sasha - ele saiu na cara do gol, mas chutou em cima de Magrão.

O treinador lamentou, assim, o gol perdido pelo atacante argentino e reconheceu que o momento de pressão e falta de confiança do elenco pode ter sido determinante. "O Ariel teve a bola do jogo e perdeu. O homem treinou, é bom que vocês falem, teve a chance, mas infelizmente perdeu", finalizou.

A equipe tenta encerrar a sequência negativa contra o Fortaleza, quarta-feira, em casa, no duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Já no Brasileirão enfrenta o Santos, no dia 8 de setembro, também em Porto Alegre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.