Roth não confirma ataque titular

Enquanto o técnico Jair Picerni, do São Caetano, não confirma se César e Esquerdinha irão enfrentar o Palmeiras nesta quarta-feira, no Palestra Itália, o treinador palmeirense Celso Roth também faz mistério sobre a escalação da sua equipe. Tupã e Basílio disputam vaga no ataque. A tendência é que Tupã permaneça na equipe neste jogo decisivo da Libertadores. Com a expectativa de que irá jogar, Tupã, de 27 anos, encara a partida desta quarta-feira como a mais importante de sua carreira. Mesmo porque, seu nome vem sendo contestado pela torcida, que pede a escalação de Juninho ou Tuta ao lado de Fábio Júnior. "Vou mostrar minha capacidade e minha personalidade", prometeu Tupã. "Vim de uma equipe pequena da Bahia e por isso, a cobrança é maior. Tenho contrato até fevereiro e quero continuar no clube."Celso Roth não confirma Tupã e, para confundir o adversário, ainda faz elogios aos reservas. "O Tuta, o Muñoz, o Juninho e o Basílio vêm treinando muito bem. São opções que tenho para a partida. Vou levar 24 jogadores para a concentração e lá definirei o que vou fazer", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.