Roth radicaliza e muda 6 no Flamengo

O técnico Celso Roth resolveu radicalizar e promoveu várias mudanças na equipe do Flamengo para o confronto contra o Palmeiras, nesta quinta-feira, às 20h30, no estádio Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador (RJ). As alterações vão desde a troca do sistema tático, sai o 3-5-2 e entra o 4-4-2, até a substituição de seis atletas no time titular. "Precisamos melhorar e sabemos disso. Estávamos atuando em um esquema que não vinha dando os resultados esperados. Então, o melhor é mudar", explicou o técnico do Flamengo, que, apesar de estar assegurado pela diretoria no cargo, pode ser demitido nesta quinta, caso sofra uma derrota para o Palmeiras. Resultado que agravaria ainda mais a situação do time carioca, que totalizou apenas 12 pontos, em 14 jogos, na tabela de classificação do Brasileiro. Por causa do excesso de gols sofridos pelo Flamengo, que lhe deram um saldo de menos oito gols, Roth optou por adotar o 4-4-2, porque a antiga formação defensiva não estava dando resultados. Outra mudança na defesa foi a saída do capitão Júnior Baiano por deficiência técnica. Seu lugar será ocupado por Fernando. Aliás, os quatro jogadores defensivos do Flamengo atuarão juntos pela primeira vez. Fernando fará dupla com Renato Goiano, que joga no lugar Henrique, suspenso. O lateral-direito Leonardo Moura volta ao time após cumprir suspensão e a novidade foi a entrada de André, de 20 anos e do time de juniores, na equipe principal, no lugar de André Santos. No meio-de-campo, Fabino substitui Augusto Recife e, no ataque, Bruno Mezenga ocupa vaga de Obina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.