Rubinho ainda quer deixar o Corinthians

A chegada de Oswaldo de Oliveira não mudou os planos do goleiro Rubinho. O jogador não está satisfeito com a condição de reserva e só aguarda uma chance para pedir para deixar o Corinthians. Rubinho tem contrato até 31 de dezembro e já teve duas propostas para sair do Parque São Jorge: uma do Grêmio, outra do Atlético-Mg. Só não saiu porque a diretoria contornou o problema. "O Rivelino e o Juninho disseram que eu seria útil ao Corinthians. Mas agora, com a troca de treinador, eu já não tenho a mesna certeza", observa o goleiro. Rubinho não se conforma com a reserva. Mesmo reconhecendo as qualidades do titular Fábio Costa, o goleiro entende que tem condições de ser o titular do gol corintiano. "Se não for aqui será numa outra equipe". Rubinho vai aproveitar a troca no comando da comissão técnica para reivindicar uma chance como titular. Ele quer brigar com Fábio Costa de igual para igual. Se não tiver chance, vai pedir para sair. "Mas não vou ter uma atitude intempestiva, não vou quebrar tudo". Rubinho descartou a hipótese de abandonar o clube. Mesmo porque, tem contrato com o Corinthians até 31 de dezembro e poderá negociar livremente com qualquer equipe no final do ano. Segundo o goleiro, sua história vencedora no Parque São Jorge não vai determinar o seu futuro. "No dia em que eu tiver a chance de sair, vou sentar com o Rivellino e resolver a situação". Numa situação totalmente diferente, o atacante Gil aposta num futuro melhor neste ano. A chegada de Oswaldo de Oliveira abriu seu horizonte no Parque São Jorge. Desde a época em que era um simples juvenil, Gil sempre mereceu a atenção de Oswaldo. Numa de suas conversas, Gil ouviu do técnico uma previsão. "Prepare-se para decolar". Oswaldo deixou o Corinthians e Gil decolou. Agora, com a volta de Oswaldo, Gil terá a chance de retribuir a confiança. "Até por uma questão de agradecimento, quero retribuir. O Oswaldo merece".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.