Rubinho busca afirmação no gol corintiano

O goleiro Rubinho tem razões de sobra para considerar a partida deste domingo contra o Grêmio como decisiva para sua carreira. Destaque do time na última rodada, contra o Bahia, quando fez defesas espetaculares, principalmente no segundo tempo, e garantiu o 0 a 0, Rubinho pode aproveitar o jogo no Pacaembu para se firmar de vez na posição enquanto o titular Doni cumpre suspensão imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Rubinho pretende, portanto, deixar de ser apenas o irmão mais novo do ex-volante corintiano Zé Elias e ganhar prestígio com o técnico Geninho, que, nesta sexta-feira, ao falar sobre outro jogador, redobrou as esperanças do jovem goleiro de 20 anos. Com a saída de Fábio Luciano da equipe, sobrou uma vaga na defesa. César seria o substituto natural, mas ele foi suspenso pelo STJD e acabou perdendo a vaga para o garoto Marquinhos (também de 20 anos). "Naturalmente, o César deveria ser o titular, mas o Marquinhos foi tão bem nessas três partidas que ganhou a posição."A suspensão imposta a Doni vence no dia 25 de agosto, mas o Corinthians ainda tenta reduzir a punição. Para outro atleta, o atacante Leandro, a partida tem importância especial, apesar de ele próprio não se mostrar confiante em permanecer entre os titulares. Confirmado o retorno de Liedson e contando ainda com a possibilidade de Jamelli e Robert atuarem mais avançados, Leandro é o nome mais certo do elenco a ir para o banco de reservas. Os torcedores corintianos devem prestar atenção no meio-de-campo que enfrenta o Grêmio, afinal será uma das últimas vezes (senão a última) em que essa formação será escalada. Entre Renato, Fabinho, Fabrício e Cocito, Geninho vai dar um jeito de enfiar André Luís, que se apresenta nesta segunda-feira ao clube, e ainda Robert e Jamelli.

Agencia Estado,

27 de julho de 2003 | 09h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.