Rubinho sonha com vaga de titular

A coincidência dos algarismos, 333 minutos sem tomar um gol, não diz nada a Rubinho. O último foi aos 27 minutos do jogo contra o Goiás, 1 a 1 no Serra Dourada. Depois disso observou inabalável os atacantes do Guarani, do Bahia e do Grêmio tentarem em vão balançar as redes defendidas por ele. ?Fico feliz? é seu comentário mais efusivo.Leia mais no Jornal da Tarde

Agencia Estado,

30 de julho de 2003 | 09h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.