Matthias Hangst / Reuters
Matthias Hangst / Reuters

Rüdiger nega mordida em Pogba, mas lamenta incidente em jogo da Eurocopa

Vídeos mostram o zagueiro da seleção da Alemanha abrindo a boca, ameaçando uma mordida quase no ombro do francês, durante o jogo da Eurocopa

Redação, Estadão Conteúdo

16 de junho de 2021 | 12h09

O zagueiro alemão Rüdiger negou nesta quarta-feira que tenha dado uma mordida nas costas do volante francês Paul Pogba, no confronto que marcou a estreias de Alemanha e França na Eurocopa, na terça. Mesmo assim, o defensor lamentou o incidente, que não ficou claro nas imagens de TV.

Os vídeos mostram Rüdiger abrindo a boca, ameaçando uma mordida quase no ombro de Pogba, ao marcá-lo em lance de bola parada. O francês reclamou com o árbitro da partida, alegando que havia sido mordido. Nesta quarta, o alemão negou qualquer mordida, mas reconheceu o exagero na marcação do adversário.

"Eu não deveria ter ido com a boca aberta em direção às costas dele. Não há dúvida sobre isso. Fui infeliz. Paul e eu conversamos amigavelmente depois do jogo. E ele confirmou para mim, e depois em entrevista, que não houve mordida, como um outro falaram", disse o zagueiro.

Curiosamente, o alemão afirmou antes do jogo que sua equipe deveria ter "nojenta" em campo para conseguir vencer os atuais campeões mundiais. "Ele me mordeu um pouco, eu acho. Eu senti, falei para o juiz. E acabou. Eu só quero jogar futebol. Ele não levou nenhum cartão. Acho melhor assim."

Nesta quarta, a Uefa afirmou que não vai abrir procedimento disciplinar contra Rüdiger. "O árbitro me disse durante o jogo que me puniria se tivesse avaliado que eu cometi um ato violento", comentou o jogador da seleção alemã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.