Gilvan De Souza / Flamengo
Gilvan De Souza / Flamengo

Rueda confirma ausência de Guerrero no Fla, mas faz mistério sobre substituto

Atacante está fora do clássico com o Fluminense, na quarta, às 21h45, no Maracanã

Estadao Conteudo

31 Outubro 2017 | 15h38

O técnico Reinado Rueda, do Flamengo, confirmou nesta terça-feira que o atacante peruano Paolo Guerrero - devido a uma lesão na coxa esquerda - está fora do clássico com o Fluminense, na quarta, às 21h45, no Maracanã, na segunda partida entre os rivais pelas quartas de final da Copa Sul-Americana (no jogo da ida, o time rubro-negro venceu por 1 a 0).

+ Notícias do Flamengo

"Paolo fez hoje transição com o departamento médico. O nosso desejo - e o do jogador - era de poder estar na relação de convocados, mas não sentimos total confiança. Por isso, ele segue em departamento médico até nova ordem. Quiçá vai estar um ou dos dias mais no departamento médico e, depois disso, tomaremos uma outra decisão", revelou o treinador colombiano em entrevista coletiva, nesta terça, no CT Ninho do Urubu.

Reinaldo Rueda não revelou qual será o substituto do peruano para a partida contra o rival tricolor das Laranjeiras: Lucas Paquetá ou Felipe Vizeu. O técnico fez elogios a ambos os atletas, mas disse que é preciso ter mais cuidado com Vizeu, jogador que passou cerca de três semanas no departamento médico.

"São dois jogadores diferentes por características de movimentos. Vai passar muito pelo momento deles, pela situação do rival e, acima de tudo, por Vizeu - de tomar ritmo, melhorar, voltar ao ritmo ideal. (Vizeu) Teria que ter muita tranquilidade porque não é fácil. A forma física se perde fácil e não é fácil recuperá-la", explicou Rueda.

Mas, o técnico flamenguista deixou claro que a diretoria do clube terá de buscar reforços para suprir a falta de Guerrero para o restante da temporada. "Temos que pensar numa alternativa a parte de Vizeu, a parte de Paquetá. Temos que ter outro jogador importante para a posição. Porque Paolo vai estar com o Peru, com muitos compromissos com a sua seleção nacional, seus jogos amistosos, preparação para a Copa do Mundo", analisou o técnico.

O retrospecto positivo sobre o rival - são oito jogos de invencibilidade no clássico - e a vantagem construída na quarta passada sobre o time tricolor, por ter feito um gol fora, não ilude Rueda, que pregou respeito ao Fluminense.

"Cada jogo é diferente, cada momento é diferente. A cada dia tem que se escrever uma nova história. Futebol é uma dinâmica de dia a dia. Temos um grande respeito pelo rival, é um jogo muito difícil e não podemos ter excesso de confiança para este jogo de quarta-feira", finalizou o comandante.

Mais conteúdo sobre:
futebol Flamengo Copa Sul-americana

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.